Comidas de Santo.

















Na umbanda costuma-se dar oferendas aos guias , protetores eorixás com os seguintes objetivos:

Alcançar graças, Bênçãos e curas e muitas outras finalidades

As oferendas são Comidas específicas de cada Orixá, que para serem preparadas são submetidas

a um verdadeiro ritual.

Esses alimentos depois de prontos são oferecidos aos Orixás acompanhados de rezas e cantigas.

bmul06

Exemplos de oferendas : 


amala_oxala_oxossiamala_iansa16

 

Pai oxalá e Sr: Oxossi. Oferenda a Mamãe Oxum Oferenda de Ogum


amala_xangoamala_oxossi_2 amala_oxum

Oferenda de Xangô Oferenda de Oxossi Oferenda de Yançã.

101512

Oferenda de Cosme e Damião Oferenda de Boiadeiro. Oferenda de Preto-velho.

Imagem_013 amala_exumacumba

Oferenda de Sr: Omulu Despacho de Exú Oferenda de Exú.

bmul06

Oferendas

Significa dar, oferecer, entregar.

O umbandista comumente vai à natureza, nos campos sagrados (*) colocar em seu seio

Determinados elementos com o objetivo de melhorar sua vida material e espiritual.

A oferenda vem ser um processo de alteração de vibração com a finalidade de promover,

Através desta atração, o equilíbrio físico, astral e mental da pessoa necessitada.

Os materiais utilizados nas oferendas são alguns elementos encontrados na natureza,

Como flores, frutas, sementes, minerais, etc..

Outros são comidas votivas, bebidas, velas coloridas, velas de magia, defumadores,

Cigarros, charutos, carnes e aves.

Despachos.

Despachar significa mandar embora, livrar-se de alguma coisa jogar fora.

Despachar vibrações significa literalmente livrar-se delas.

(*) Os Campos sagrados são: Matas, pedreiras, mar, rios, lagos, fontes e cachoeiras.

Estradas caminhos, cemitérios, encruzilhada macho +, Fêmea T.

São campos considerados sagrados pela umbanda, são visitados pelos umbandistas

com um único propósito a busca de Axé, ,Axé é a força e como tal, precisa ser extraído,

desta forma se faz necessário a utilização de ritual próprio, constitui-se basicamente em pedidos

de Agô a( licença), quem de direito e saudação as forças que comandam aquele local.

Após estar dentro dos campos sagrados cada correntes com sua maneira própria efetuam
oferendas, despachos ou outro ritual que cada corrente considere necessário para atender suas
carências.

è por isso que costumamos dizer:

“ Quem dá recebe, quem recebe dá”.

 

Galeria de Fotos.                                                              



RECEITAS

COMIDAS DOS ORIXÁS

Acarajé

Preparo: 1 hora e 40 minutos
Fritura: 30 minutos
Rendimento: 25 acarajés


INGREDIENTES
- 500g de feijão fradinho
- 3 cebolas médias raladas
- 1 colher (sopa) de sal
- 1 garrafa de azeite-de-dendê

MOLHO
- 500g de camarão seco torrado e moído
- 2 pimentas malaguetas
- 1 cebola ralada
- 1 colher (sopa) de coentro fresco bem batido
- 2 xícaras (chá) de azeite-de-dendê

PREPARO
1. De véspera, deixe o feijão de molho em água fria.
Retire o olhinho preto e o resto da pele e triture-o.
2. Tempere com a cebola ralada e o sal. Bata muito
bem, com uma colher de pau, até obter um creme de
boa consistência.
3. Misture bem todos os ingredientes do molho e leve
ao fogo baixo, deixando por cerca de 10 minutos.
Cuidado para não deixar o azeite-de-dendê queimar.
4. Frite a massa às colheradas, no azeite-de-dendê
bem quente, deixando dourar os dois lados. Em seguida,
sirva quente, abrindo os acarajés com uma faca e

recheando-os com o molho

CARURÚ

Preparo: 30 minutos
Cozimento: 30 minutos
Para 6 a 8 pessoas
Acompanhamentos: arroz, farofa de azeite-de-dendê,
xinxim de galinha, vatapá.

INGREDIENTES
- 1/4 Kg de camarão seco defumado
- 1 xícara (chá) de castanha de caju moída
- 1 xícara (chá) de amendoim torrado moído
- 1 cebola ralada
- 3 tomates sem pele nem sementes
- 1 maço de cheiro verde picado
- 1 litro de água fervente
- 1 Kg de quiabo cortados em cruz
- sal
- pimenta-do-reino
- 1 xícara (chá) de azeite-de-dendê

PREPARO
1. Deixe o camarão de molho em água fria por uma hora. Passe no
liquidificador e junte a castanha de caju, o amendoim, a cebola, e
os tomates bem picados. Adicione, por último, o cheiro verde e reserve.
2. Lave o quiabo várias vezes e escorra-o numa peneira. Coloque na água
fervente e ponha sal e pimenta. Ferva por 10 minutos.
3. Acrescente a mistura de camarão e temperos. Deixe no fogo por 20
minutos, mexendo sempre. Cinco minutos antes de tirar do fogo, acrescente
o azeite-de-dendê.
4. Sirva.


VATAPÁ

Preparo: 1 hora e 30 minutos
Fogo: 40 minutos
Para 8 a 10 pessoas
Acompanhamento: arroz branco

INGREDIENTES:
- 400g de pão sem a casca (mais ou menos
8 pãezinhos)
- 3 xícaras (chá) de leite grosso de coco
- 1/2 Kg de camarões médios limpos
- 1/2 quilo de peixe em postas (garopa)
- sal
- pimenta-do-reino
- suco de limão
- 2 colheres (sopa) de azeite de oliva
- 1 cebola grande ralada
- 4 tomates batidos no liquidificador e passados na peneira
- 250g de camarão seco
- 1 xícara (chá) de amendoim torrado e moído
- 1 xícara (chá) de castanha de caju torrada e moída
- noz-moscada
- gengibre ralado
- 1 xícara (chá) de azeite-de-dendê

PREPARO
1. Pique e ponha o pão de molho no leite de coco por 30 minutos.
Passe pela peneira.
2. Tempere os camarões e postas de peixe com sal, pimenta e suco
de limão.Refogue no azeite com a cebola e o tomate.Deixe cozinhar por 15 minutos.
3. Retire o peixe da panela e junte com o camarão seco (moído e sem casca), amendoim, castanha de caju, massa de pão com leite de coco, gengibre e noz-moscada.
4. Acrescente aos poucos azeite-de dendê e deixe no fogo, mexendo até obter um creme grosso.
5. Adicione parte do peixe e mexa no fogo por mais 3 a 4 minutos. Tire e sirva colocando creme sobre o peixe restante.


Bobó de Camarão

Preparo: 20 minutos
Cozimento: 35 minutos
Para 8 pessoas
Acompanhamento: arroz ou acaçá

INGREDIENTES:
- 1 1/2 Kg de camarões médios limpos
- sal
- pimenta
- suco de 2 limões
- 1 maço de cheiro verde picado
- 1 folha de louro picada
- 2 cebolas raladas
- 5 colheres (sopa) de óleo
- 2 pimentões sem pele picados
- 8 tomates sem pele nem semente
- 1 1/2 de aimpim cozido
- 2 copos de leite de coco
- 4 colheres (sopa) de azeite-de-dendê
- molho de pimenta vermelha a gosto

PREPARO:
1. Tempere o camarão com sal, pimenta, suco de limão,
cheiro verde, louro e cebola. Deixe a mistura tomar gosto
por cerca de 30 minutos.
2. Refogue o camarão no óleo, juntamente com os temperos.
3. Acrescente o pimentão e o tomate. Tampe e deixe apurar
em fogo baixo durante 15 minutos.
4. Cozinhe o aimpim e bata no liquidificador com o leite de coco.

Misture ao refogado de camarão e deixe apurar mais um pouco.
5. Acrescente o azeite-de-dendê, molho de pimenta, mexa e deixe
mais 5 minutos.
6. Sirva bem quente, com arroz ou acaçá.

Xinxim de Galinha

Preparo: 25 minutos
Fogo: 1 hora e 30 minutos
Para 4 a 6 pessoas
Acompanhamento: arroz branco

INGREDIENTES
-
300g de camarões secos
- 1 galinha de uns 1,800 Kg
- sal
- pimenta do reino
- 3 colheres (sopa) de vinagre
- 1 cebola batida
- 2 xícaras (chá) de azeite-de-dendê
- 1 maço de cheiro verde picado
- 3 sementes de coentro
- 2 xícaras (chá) de caldo de galinha

PREPARO
1. Deixe os camarões de molho em água por 2 horas. Limpe-os
2. Limpe a galinha. Corte-a e tempere com sal, pimenta e vinagre.
3. Doure a cebola em 1 xícara de azeite-de-dendê. Junte os pedaços
de galinha e doure por igual. Adicione o cheiro verde, coentro e
camarões.
4. Deixe refogar e acrescente o azeite restante. Junte o caldo de galinha aos poucos, durante o cozimento da ave (1h e 15 min).
5. Sirva logo.

Moqueca Mista
Moqueca mista de camarão e lagosta

Preparo: 25 minutos
Fogo: 20 minutos
Para 5 pessoas
Acompanhamento: acaçá ou arroz

INGREDIENTES
-
1/2 Kg de camarão médio
- 6 lagostas médias
- sal
- pimenta
- 2 colheres (sopa) de suco de limão
- 1/2 xícara (chá) de azeite-de-dendê
- 2 cebolas raladas
- 5 tomates aferventados e passados na peneira
- 1 pimenta vermelha
- 2 colheres (sopa) de coentro picado
- 1/2 xícara de chá de leite de coco

PREPARO
1. Limpe bem o camarão e a lagosta. Tempere com sal, pimenta e suco de limão.
2. Ponha em uma panela o azeite-de-dendê, cebola, tomate, sal e pimenta vermelha.
3. Junte o camarão e a lagosta e leve ao fogo. Conservar por cerca de 20 minutos.
4. Adicione o coentro picado e o leite de coco
5. Sirva

ABARÁ

INGREDIENTES:
500g de feijão-fradinho
6 folhas médias de bananeira cortadas em pedaços de 10 x 20cm
2 cebolas grandes cortadas em pedaços
250g de camarão seco defumado, sem casca
1 colher (chá) de gengibre ralado
azeite-de-dendê

Para o molho
1 xícara de camarão seco defumado, sem cabeça e sem rabo
1 cebola grande picada
3 colheres (sopa) de azeite-de-dendê

PREPARO

Passe o feijão-fradinho pelo processador ou pelo liqüidificador até ficar bem quebrado. Coloque de molho na água de um dia para o outro. Retire as cascas que subirem à superfície. Passe em água corrente e escorra. Reserve.
Cozinhe a folha de bananeira no vapor por 4 minutos ou até começar a murchar.
Bata o feijão, a cebola, o camarão e o gengibre no processador, até ficar uma massa homogênea. Junte o azeite-de-dendê e misture bem.
Enxugue bem as folhas e em cada uma coloque uma colher da mistura preparada. Numa das pontas, sobreponha um lado da folha sobre o outro. Dobre as laterais para o centro, como uma flecha. Dobre para baixo. Repita a operação com a outra extremidade.
Cozinha os abarás no vapor por 30 minutos ou até aumentar de tamanho.
Prepare o recheio: passe o camarão no processador. Frite a cebola no azeite-de-dendê até murchar. Junte o camarão e refogue por 10 minutos, em fogo baixo. Se secar, junte um pouco de água. Sirva o abará quente ou frio na própria folha de bananeira. Cada pessoa corta o abará ao meio e coloca um pouco do recheio. Rende 30 unidades.

FAROFA DE FEIJÃO

Cozinha-se o feijão com água e sal, tendo o cuidado de mexer, para conservar os caroços inteiros. Escorre-se na peneira. Numa frigideira derrete-se o toucinho, com rodelas de cebola. Quando a cebola estiver tostando joga-se a farinha de mandioca para torrar e por ultimo o feijão, misturando tudo. Pode-se colocar pimenta com moderação.


CANJICA

Deixe de molho ½ quilo de canjica. A seguir escorra a água, ponha outra e leve a canjica a cozinhar em fogo brando até que os grãos fiquem moles (verifique apertando os grãos entre os dedos). Acrescente então, 1 litro de leite, 1 colher de manteiga e pedaços de canela em pau. Deixe ferver para engrossar. Junte depois 1 garrafinha de leite de coco. Deixe ferver novamente e sirva.


BOLO DE FUBÁ

INGREDIENTES

1 xícara (de chá) de fubá.
1 xícara (de chá) de farinha de trigo.
1 xícara (de chá) de açúcar.
1 xícara (de chá) de leite.
4 colheres (de sopa) de banha ou manteiga.
1 ½ (uma e meia) colher (de sopa) de pó Royal.
½ (meia) colher (de chá) de sal.
2 ovos.
Canela em pó a gosto.

PREPARO

Esquentar o forno.
Peneirar e medir os ingredientes secos.
Peneirar juntos esses ingredientes.
Misturar em outra vasilha os ingredientes líquidos: ovos ligeiramente batidos, leite e gordura derretida.
Acrescentar, aos poucos, os ingredientes líquidos aos secos, misturando bem até a massa ficar homogênea.
Despejar em forma ou tabuleiro untado com banha ou manteiga.
Assar em forno quente.
Passar canela com açúcar refinado sobre a superfície do bolo ainda quente.
Desenformar depois de frio.

*** Sirva o bolo com café forte e sem açúcar para os pretos-velhos ***

MANJAR BRANCO

INGREDIENTES

1 lata de leite condensado
1 lata de leite de coco
2 latas de leite de vaca
3 colheres de sopa de maizena

PREPARO

Misture tudo e leve ao fogo mexendo sempre até ver o fundo da panela. Forme um mingau firme. Despeje num prato pirex, molhado e faça uma calda de ameixas e coloque por cima do manjar. Sirva gelado.


FAROFA DE CARNE SECA

INGREDIENTES

350 g de carne seca
Azeite de dendê
1 cebola grande, picada
1 dente de alho esmagado
2 xícaras (chá) de farinha de mandioca torrada (300 g)
1 maço pequeno de coentro picado
2 pimentas vermelhas picadas

PREPARO

Deixe a carne seca de molho por uma noite
Troque a água e afervente-a por 40 minutos em panela de pressão
Deixe esfriar e desfie a carne
Numa panela de tamanho médio, aqueça o azeite-de-dendê e doure a cebola
Acrescente o alho e a carne seca, deixando por alguns minutos para que a carne absorva bem o sabor dos temperos .
Junte a farinha, mexa bem e retire do fogo .
Acrescente o coentro e a pimenta, misture e sirva.


Tópico Relacionado.
Oxossi.

               



Quem é Oxossi?
 Oxóssi é o Orixá da caça, do verde, das matas, é o Orixá da fartura, o grande caçador é ele quem traz para o homem as plantas curativas. De natureza telúrica vibra sobre tudo que nasce sobre a terra, exceto as plantas tóxicas e venenosas.


É um vencedor,  traz para o povo a sobrevivência, a fartura, a cura das doenças pela natureza, a saúde plena.

O povo da Bahia ligou Oxóssi a São Jorge, festejado em 23 de abril. No Rio de Janeiro, em São Paulo e no sul do País ele foi sincretizado com São Sebastião e seu dia é 20 de janeiro. Seu dia é a quinta feira, sua cor é o verde misturado ao branco. Podemos estabelecer uma associação entre Oxóssi e Mercúrio, o Deus romano do comércio, bem como seu correspondente grego Hermes. Todos eles representam mudanças, o movimento, tudo o que é novo e vibrante. Ligado as alterações mentais e físicas, Oxóssi é o constante movimento da natureza, que está sempre em evolução.

A liberdade e a independência são importantes para seus filhos que prezam muito sua autonomia e são infelizes quando tolhidos. Um aspecto negativo de sua personalidade é a sua indiscrição em relação as outros e a vida alheia.

Pela sua conotação mercuriana Oxóssi pode ser associado ao Arcano II do Tarô, os Enamorados. “A primeira relação que pode ser estabelecida refere-se a uma prova vencida, àquele que foi testado e conseguiu provar seu valor, encontrando dentro de si a força para enfrentar a dúvida: ”sou ou não capaz?”.

Inconstante muda muito de interesse e tem tendência a se deixar seduzir pela novidade. O conflito que o Arcano indica acima refere-se muito mais as decisões emocionais do que materiais. Seus filhos envolvem-se com suas emoções e transformam-se através delas. Tem o dom da comunicação, suas mudanças são discutidas, analisadas a nível consciente e realizam a cura de seu ego ambíguo.

 

O Físico e o Temperamento

Seus filhos são alegres e joviais, muito falantes, nervosos e inseguros ,embora não transmitam essas emoções, pelo contrário sua companhia é agradável e estimulante. A simpatia que ele irradia faz com que sempre esteja rodeado por um grupo ativo e dinâmico. Místicos e intuitivos, são dotados de notável rapidez mental, gostam de ouvir conselhos e orientações, mas esquecem tudo na hora de agir, torna-se então precipitado e sem lógica por vezes indeciso, acompanhá-lo não é fácil.

Tem muitos amigos, mas não gosta de intimidade excessiva, é amável e acolhedor, mas reserva-se bastante. Deixa-se levar por elogios, o que lhe traz alguns dissabores, fala e escreve muito bem, exímio coordenador de atividades, distribui bem as tarefas de cada um, só que para ele nunca sobra nada para fazer embora pareça ser o mais ativo de todos. É inventivo e original em seus planos, é astuto e sagaz, mas também é impaciente com os lentos, com os calmos e reflexivos, deixando para trás aqueles que não acompanham seu ritmo ativo. Movimento e mudanças  são uma constante para ele, suas idéias mudam quando menos se espera,nada está estabelecido, tudo é passível de sofrer alterações. Aprecia discussões pelo prazer de vencer intelectualmente idéias opostas as suas, é afetuoso generoso e sensível, mas atitudes apaixonadas e ardentes não fazem parte deste arquétipo, ele se interessa mais pelos aspectos intelectuais em suas relações. A monotonia entedia o filho de Oxóssi, que precisa sempre ser estimulado, esses estímulos são trazidos pelas inovações e mudanças, assim ele consegue manter-se interessado e produzir. Como é um pensador independente tem dificuldade em aceitar opiniões diferentes das suas, trabalhar em equipe é desgastante se tiver que enfrentar conflitos constantes.

 

Amor e Casamento

Muito sentimentais, os filhos de Oxóssi precisam do conforto do amor, mas quando se envolve e percebe que sua liberdade fica comprometida recua assustado, mas quando bem harmonizado intelectualmente, e sentindo-se livre mantém-se num relacionamento estável.  Provavelmente, quem inventou o casamento em casas separadas foi um filho de Oxóssi. Sua personalidade independente exige que ele tenha um canto só seu onde nada e ninguém o perturbe, ali ele se reequilibra e recupera seu delicado sistema nervoso, ele é como o mercúrio: ele desliza, é difícil mantê-lo estável, quando é comprimido foge e se divide, só pode ser controlado, nunca pressionado. É atraído pela beleza, pelo otimismo, pela inteligência e pelo bom humor. Aprecia que seu companheiro tenha interesses diversos dos seus, sente-se então enriquecido pelas experiências que lhe são relatadas, os desafios em conjunto o fascinam, já uma pessoa rígida com poucos objetivos pessoais o entedia. A vida familiar pode ser uma boa base para o filho de Oxóssi, desde que seja estimulado em suas idéias e tenha livre expressão o convívio com a família será revigorante para ele. Os assuntos secretos, o ocultismo e o esoterismo o atraem, um relacionamento cármico será possível para ele, pois está aberto a reconhecê-lo em todos os níveis, tirando dele o aprendizado necessário. A vida amorosa não tem para ele a mesma importância que para os filhos de outros Orixás. Com o tempo alguns podem até decidir se tornarem celibatários por convicção.

 

Trabalho e Dinheiro

O filho de Oxóssi tem aptidões múltiplas, gosta do estímulo mental constante e procura sempre novidade no que faz, essas características norteiam sua vida profissional. Quando tem um projeto em andamento, sua atividade redobra e é capaz de gastar muita energia para desenvolvê-lo. O esgotamento que a dedicação intensa ao trabalho provoca é  capaz de afetar seu sistema nervoso sensível.

O filho deste Orixá precisa aprender que para construir uma carreira bem sucedida é preciso que ele seja prático no seu idealismo, essa realidade é, às vezes um pouco difícil de ser encarada por ele. O perfeccionismo, a minuciosidade e a imaginação que põe em seu trabalho faz com que seja o melhor em sua especialidade. Responsabilidades monótonas e burocráticas deprimem o seu espírito, ele está melhor situado em um trabalho onde puder traçar planejamentos e realizar mudanças. Toma decisões rapidamente e é bom para enfrentar crises, mas distraído com pequenos detalhes.

 

Saúde

O sistema nervoso do filho de Oxóssi é muito sensível, é o primeiro a refletir o seu desequilíbrio físico. A insônia é um problema para esse filho, pois impede que repouse seu cérebro ativo como deveria, ele raramente consegue dormir o necessário.  Acidentes, ferimentos, contusões, pancadas que atingem seus ombros, braços, mãos e dedos são freqüentes, bem como danos às pernas e aos pés. Os pulmões, intestinos e o estômago são órgãos que costumam apresentar alguma fragilidade. Artrite e o reumatismo também podem afligir a saúde dos filhos de Oxóssi.

 

O homem de Oxóssi

Pouco conservador possui múltiplos interesses não analisa qualquer assunto por um tempo maior, sua atuação seria, partindo do interesse que algo lhe provoca, observar, emitir um conceito próprio e ir adiante, atrás de novidade. Não consegue se deter tempo suficiente  para conhecer profundamente algum assunto,mais conhece um pouco de tudo. Gosta de companhia, faz parte do seu temperamento alegre. As crianças o adoram, dá bastante liberdade e as estimula a variar a suas atividades, embora seja falho no lado disciplinar. Não é ciumento e não quer ser alvo de ciúmes nem quer que sua liberdade seja tolhida por causa dele, alguns filhos de Oxóssi com problemas emocionais e profissionais passam por períodos de depressão, pode ser vitima de tramas traiçoeiras e pode ter atos e palavras mal interpretados.

 

A mulher de Oxóssi

A filha de Oxóssi é uma intelectual, embora administre bem o seu lar passa pouco tempo dentro dele, prefere o ambiente profissional ou a vida em sociedade. O homem que se casa com essa mulher casa com muitas mulheres diferentes ao mesmo tempo, pode surpreender sempre é criativa divertida, curiosa por qualquer novidade, fiel e dedicada, variar é seu ponto forte a parte física de uma relação é a que menos interessa a mulher de Oxóssi ela se aproxima de alguém que a atraia mental e espiritualmente. Gosta de discutir é muito temperamental é petulante e fala para ferir quando está brigando. Como mãe é maravilhosa. Ensinará aos filhos a independência, será imaginativa e amorosa e organizará para eles muitas atividades estimulantes . A traição não está na natureza da filha de Oxóssi ela jámais sacrificaria lar e filhos por uma aventura.



                    



BANHO DE ATRAÇÃO NA VIBRAÇÃO DE OXUM
Sempre que fizer qualquer banho de atração, seja na vibração de Orixás ou outras entidades, como Pombas Giras e Ciganas, deve-se obrigatoriamente fazer 1 a 3 dias antes, um banho de descarrego.

Elementos
3 litros de água mineral
(1 copo de água de rio ou cachoeira - se possível)
pétalas de 1 girassol
3 galhos de erva doce
3 folhas de guiné
1 colher de sopa de mel
7 gotas de essência de alfazema

Acenda 1 vela amarela e chame por Mamãe Oxum pedindo amor verdadeiro em sua vida. Acenda a vela na cozinha, enaquanto prepara o banho.
Esquente a água até quase levantar fervura, apague, adicione os elementos e deixe por 1 hora.

Tome seu banho de higiene, em seguida vá despejando o banho de atração por seu corpo e mentalizando uma cascata bem suave sobre sua cabeça.

Coloque roupas limpas e claras, de preferência amarelas.

Faça na lua crescente.

Oração à Oxum para pedir amor:
Salve Mãe do amor puro e verdadeiro
Permita que eu receba através desse banho, tuas vibrações de puro amor e beleza.
Trazei para o meu caminho, a pessoa que pode me fazer felíz e dividir a minha caminhada.
Oraiêio Mamãe Oxum

Repita esse banho 1 vez a cada lua crescente por 5 meses, mesmo que já tenha conseguido um amor. Não esquecendo que de 1 a 3 dias antes, deve fazer um banho de descarrego.



                  



SEM EXÚ ORIXÁ, NÃO HÁ CULTO POSSÍVEL AOS DEMAIS ORIXÁS
EXÚ NÃO PRECISA DE DEFESA!
Nós é que precisamos de seu amparo e de seu axé.

Todavia, na história das religiões afro-brasileiras neste país, é inegável que nenhuma outra divindade africana obteve, no imaginário popular claramente preconceituoso e ignorante, uma imagem tão deturpada.
A razão disso foi que ele foi excluído do sincretismo religioso que permitiu certa
liberdade de culto na cultura dominante católica. A visão maniqueísta judaico-cristã o identificou com o demônio e tal adulteração continua até os nosso dias.


Nas palavras de Reginaldo Prandi , um dos mais reconhecidos estudiosos das religiões afro-brasileiras

Para que os seres humanos possam viver bem neste mundo, é preciso estar bem com os deuses.

Por isso os homens propiciam os orixás, oferecendo-lhes um pouco de tudo o que produzem e que é essencial à vida.

As oferendas dos homens aos orixás devem ser transportadas até o mundo dos deuses, o Orum.

O orixá Exu tem esse encargo de transportador.

Também é preciso saber se os orixás estão satisfeitos com a atenção a eles dispensada pelos seus descendentes, os seres humanos.

Exu propicia essa comunicação, traz suas mensagens, é o mensageiro.

É fundamental para a sobrevivência dos mortais receber as determinações e os conselhos que os orixás enviam do Aiê.

Exu é o portador das orientações e ordens, é o porta-voz dos deuses e entre os deuses.

Exu faz a ponte entre este mundo e o mundo dos orixás, especialmente nas consultas oraculares.

Como os orixás interferem em tudo o que ocorre neste mundo, incluindo o cotidiano dos viventes e os fenômenos da própria natureza, nada acontece sem o trabalho de intermediário do mensageiro e transportador Exu.

Nada se faz sem ele, nenhuma mudança, nem mesmo uma repetição.

Sua presença está consignada até mesmo no primeiro ato da Criação:

Sem Exu, nada é possível.

O poder de Exu, portanto, é incomensurável.


ORAÇÃO AO ORIXÁ EXÚ

Orixá Exú, vós que sois o Orixá Regente do Vazio, o Orixá Vitalizador, O Orixá Esgotador dos excessos humanos e de suas ilusões vãs, auxilie-nos.

Pedimos ao Senhor e ao Pai Criador Olorum, guiem-nos para que vazio não nos tornemos.

Não nos permitam perder-nos na dualidade dos momentos da vida.

Orixá Exu, não deixe que perturbações espirituais e materiais minem nossa força de vontade e livre arbítrio, nem nossa vontade de viver .

Orixá Exú, Senhor da Dualidade que vemos na matéria, oriente-nos para que não sejamos seduzidos por caminhos que nos levam a paralisação evolutiva e consciêncial das trevas da ignorância em que mergulhamos quando vazios de Deus nos tornamos.

Livra-nos de tudo aquilo que nos afasta de Nosso Criador , e afaste de nós o Mal.

E se merecedores formos, que tenhamos paz e prosperidade, para conduzirmos nosso fardo nessa encarnação de maneira mais amena, com ausência de nossos abismos e negativismos, sobre Tua Guarda e Proteção.
MO JU BÁ!



                  


O que pedir à Xangô
um dos Orixás mais temidos pelo fato de ser Ele o determinador da Justiça e quem ativa a Lei em nossas vidas, fazendo valer o ponto que diz “quem deve paga e quem merece recebe”. Portanto, oferendar Xangô é muito forte e muito especial, é nesse momento que devemos baixar nossas cabeças e permitir que seja feita a vontade de Deus e não a nossa. E é esse o “espírito da coisa”: não se oferenda Xangô para pedir a nossa justiça, mas a justiça Divina. Infelizmente, isso pouco acontece, pois as pessoas estão viciadas em seus desejos e julgamentos e vão logo aos pés do Grande Rei Xangô pedir seus desejos, o que é um grande erro. Devemos oferendar Xangô para buscar e pedir equilíbrio entre a razão e a emoção, a justiça, a sensatez, a razão, a determinação e a coragem para recebermos aquilo que merecemos. Pedimos a Ele que nos mantenha sensatos e livres de quaisquer julgamentos, tanto os que emitimos quando os que recebemos.



                  




Oferenda singela para Mamãe Iemanjá:


250g de canjica de milho branco cozida em água
1 vidro de mel
7 rosas brancas sem espinhos
7 velas azuis
7 velas brancas
1 recipiente de louça branca

Colocar 3 litros de água para ferver, apagar e acrescentar pétalas de 3 rosas brancas e deixar tampado.

Cozinhar as 250g de canjica em 2 litros de água até ficarem macias. Escorrer a agua do cozimento e juntar á agua das pétalas de rosas e acrescentar mel. Reservar pois tomará esse banho na volta da entrega de seu ebó.

Colocar a canjica na travessa, passar as (4) rosas do pescoço para baixo sempre de cima para baixo , sem ir e voltar com a mesma rosa.
Use uma nas costas, de cima para baixo, outra idem na frente, uma no lado esquerdo( do ombro para baixo) e outra no lado direito, idem lado esquerdo.
Colocar as rosas em cima da canjica, regar com mel.
Entregar ao por do sol,ou à noite na areia da praia. Acender as velas, alternando uma branca e uma azul, fazer suas orações e pedidos com fé.
Andar 3 passos para trás, mantendo-se de frente para a entrega, virar-se e ir embora, mantendo sua fé.
Ao chegar em casa, tome o banho que preparou do pescoço para baixo, use roupas brancas e ou azuis clara.
Acenda 1 vela branca para seu anjo da guarda e outra azul clara para Iemanjá, com o copo de água do mar do lado da vela azul e um copo com água filtrada ao lado de sua vela branca.
No dia seguinte, derrame os copos de água juntos, ao mesmo tempo na pia.
O resto das pétalas de seu banho podem ser deixadas na areia da praia ou num jardim.

Para casos de descarrego e de querer libertar-se de algum amor, faça na lua minguante.
Para paz, prosperidade, saúde e novos amores fazer de preferência na lua crescente.






Visite nosso Novo Site.
Clique nos links abaixo pra
abrir as páginas

Quem Somos
Orações diversas
Orações em vídeos
Lavagem do Bonfim
Ervas dos Orixás.
Dicas de Banho de descarrego
Oferendas a Xangô
Pontos riscados
Guias e seus trabalhos
A força da pomba-gira.
Oferendas de Caboclo.
Buscando o meu Orixá.
Artigos de Umbanda.
Farofas de Seu Zé.
Benzimento.
Dicionário da Umbanda.
Jogo de Búzios.
Baralho Cigano.
Mensagens de Fé e Otimismo.
Religiões, linhas Sagradas
Assistência
Amaci.
Banhos Ciganos
Padê de exu
Oferendas
Oração de Caboclos
Quedas e Fracassos de um médium.
Preto-velho.
Pontos Mp3 Guias
Mensagem de Preto-velho
Livro de Visitas
Homenagem a Ogum
Histórias de Oxumarê.
Histórias de Ewá.
Histórias de Oxossi
Histórias de Exú
Lendas de Yansã
Lendas de Exu.
Orixá Tempo.
Lendas de Xangô.
Lendas de Ibeji
Ogum Xoroquê
Pai joaquim de angola

Baianos no terreiro.
Vestes na Umbanda
Ossaim
Maria Mulambo
Simpatias Ciganas
Amuletos & talismãs.
Dividindo com você.
Preces e orações de Preto-velhos.
Incensos.
Umbanda não faz milagre. Faz caridade
Salmos
Pontos Cantados
Pedir não é cobrar.
ATUAÇÃO dos preto-velhos.
Oferendas de Oxum.
Oferendas de yemanjá.
ORIXÁS
lendas de Nanã Buruke
Textos de Auto ajuda
Textos de Umbanda
Bezerra de Menezes
Zé Pilintra
Logun Edé
Pontos Cantados II
Pomba Giras
Exu
PRETO VELHO
Caboclos.

O que é Umbanda.


Imagens do Centro.


Centro Pai João de Angola
localizado em maringá-Pr.
Na Av. lucilio de Held 1013
Jardim Alvorada.
tel:(044)3034-5827 ou
(044)9956-8463.


betodeogum-2009@hotmail.com Atendimento:
de seg. a Sexta-feira.
Das 09:00 as 20:00horas.
Consultas somente com hora marcada.








Esse Site é dedicado a Ogum

Quem é Ogum?


"É o Orixá Senhor das contendas, deus da guerra.
Seu nome, traduzido para o português, significa luta, briga, batalha. É a divindade da metalurgia, do ferro, aço e outros metais fortes.
Ogum é a força incontrolável e dominadora, do movimento, do choque. Patriarca dos exércitos, dono das armas. Ogum é o poder do sangue que corre nas veias. Orixá da manutenção da vida.
Homenagem a Ogum.






Ogum
e o pai que nunca deixa um filho sem resposta"
" Ogum abênçoa os filhos e os filhos de seus filhos. " . "Eu não seria nada se não fosse Ogum para abrir a minha Estrada." Salve meu Pai Ogum, Axê patacori Ogum.


Faça de nosso altar virtual
o cantinho de suas Orações.








Clique abaixo para abrir os Altares:

Altar de nossa Senhora
Altar Virtual
Altar virtual de Ogum
Altar Virtual de Oxum

Altar Virtual dos Orixás
Altar Virtual de Exu






Conheça o Altar do Centro Pai joão de Angola
Clique no Video abaixo



Leia e assine nosso:





Agradecemos sua visita. volte sempre.



            

 



Os textos apresentados na sua maioria foram retirados , da internet. Esse é um espaço onde colocamos diversos pensamentos e o nosso principal objetivo é a divulgação da nossa Umbanda. Quando algum texto for de autoria do Centro Pai João de angola, o responsável será indicado; da mesma forma que fazemos com outros autores que não têm vínculos com a nossa casa... Comunicado Importante: Este é um Site totalmente gratuito, sem fim comercial ou lucrativo. Algumas imagens e informações provêm de outros sites na internet. Caso você seja o detentor do Copyright de qualquer uma delas, e deseje que ela seja retirada, por favor, é só nos mandar uma mensagem citando o nome e a localização para sua remoção imediata. Não temos o objetivo de nos apropriar de informações alheias tomando-as como nossa, pelo contrário, sempre que possível, colocaremos o nome do autor abaixo do título para deixar bem claro que a intenção é de divulgar a Umbanda através de textos bem elaborados e esclarecedores. Saiba que o Centro Pai João de Angola está isento de qualquer responsabilidade.





  Site Map