Frustrações na vida são inevitáveis
Pense que enquanto viveres por aqui você se decepcionará com alguém e geralmente as frustrações acontecem com as pessoas aos quais mais amamos. Não deveria ser assim, mas é. Tanto quanto amanhã é um novo dia da mesma maneira alguém vai te frustrar. Somos assim, temos a tendência de nunca agradar, isso porque a causa maior de todas as nossas motivações somos nós mesmos. Essa insatisfação que procede dentro de nossa própria natureza egoísta, frustra-nos a nós mesmos quando pensamos em ter atitudes altruístas e às vezes nos quedamos surpreso e decepcionados por causa da nossa vã consistência. Bem se é para me conformar diante das frustrações acho que esses argumentos são suficientes para entendermos que precisamos ser bons alunos na escola da vida. As frustrações vem sobre dois tipos de pessoas no mundo. As fracas e as fortes. Ao fracos, restam o isolamento, auto comiseração e a amargura e o julgamento e  deixar-se vencer por esses sentimentos medíocres e passar por essa vida  sem perceber a beleza das cores assistir os acontecimento do mundo em preto e branco. A melhor coisa para os fracos é ir morar no lado escuro da lua. Para os fortes é a grande oportunidade de amadurecer. Os fortes aprenderão a arte da tolerância, da paciência, do perdão. Os fortes avaliarão o outro lado das perdas. Como um escultor que da forma ao mármore frio pelo cinzel, os fortes esculpirão suas personalidades, tendo coragem para viver e humildade para vencer. Lembrem-se As frustrações são obstáculos imprevisíveis para você ver as belezas da vida na adversidade e nas contrariedades.


COMO ACEITAR A IMPERFEIÇÃO

Como aceitar a imperfeição Como a vida humana é imperfeita. É impossível não termos frustrações. Durante nossa existência fomos, somos e seremos surpreendidos com um mundo que acontece diferente do que nós gostaríamos. A todo instante, nos deparamos com dificuldades e nos desapontamos. E, em geral, frustrações não tão pequena, vez por outra, nos deparamos com a perda de alguém que amamos, com o fracasso no vestibular, com alguma derrota profissional, com o desemprego, com uma traição, com alguma doença grave etc. Tudo isso nos causa irritação, tristeza e nos sentimos impotentes. É a sensação de frustração diante das perdas ou da ameaça de perder. Se olharmos para a nossa vida e das outras pessoas, veremos que o fenômeno mais constante é exatamente a perda e a frustração decorrente dela. Desde a perda do útero materno, dos seios da mãe, do conforto do lar ao ir para a escola, das decepções amorosas na adolescência, dos problemas profissionais, financeiros ou de saúde. O problema, portanto, não é a frustração. É como nos colocamos diante dela. Algumas pessoas reagem melhor que outras às frustrações da vida. Enquanto umas toleram graves situações, apesar da tristeza e partem para novas conquistas, outras, à menor dificuldade, se recolhem e ficam prostradas. Há algumas coisas em comum para as pessoas desse segundo tipo. Primeiro, a facilidade para levar a sério as próprias fantasias. É a luta entre a realidade e os torturadores "deverias" da nossa cabeça. Se eu era uma esposa tão boa e dedicada, não "deveria" ter sido abandonada. Se eu estudei tanto, "não deveria" ter perdido o vestibular. Se eu...Ocorre que o mundo nem sempre acontece de acordo com os nossos desejos. Por isso, podemos desejar tudo o que quisermos, mas não podemos levar tão a sério os nossos desejos. Aprender a ver e lidar com as situações reais e gastar menos energia em lamentar as coisas, enfatizando como deveriam ser. Segundo, a sensação de injustiça que acompanha as pessoas quando se frustram. Essa sensação de injustiça é fruto de nossa vaidade, de nos levarmos a sério demais, de nos atribuirmos uma importância que, na verdade, não temos, diante da vida e do Universo. Do alto de nossa onipotência, estamos sempre achando que o mundo existe para nos satisfazer e que nunca podemos ser contrariados. A falta de limites na infância nos prepara para a dificuldade de adaptação ao imprevisto, às contrariedades, às perdas. Nos momentos de frustração, é muito comum, além da raiva, às vezes descontrolada, a pessoa se perguntar: "Por que comigo?" Se entendermos que a vida não privilegia ninguém; se contemplarmos a semelhança humana na imperfeição e nas perdas durante a vida, a verdadeira pergunta diante dos obstáculos seria mais humilde: "Por que não comigo?" Em terceiro lugar, o sentimento de culpa, sempre presente na frustração. O que mais dói, nesse momento, é o desconforto interno por nos sentirmos culpados pelo que ocorreu ou está ocorrendo. Ninguém tem domínio total sobre a realidade. Muitos acontecimentos que ocorrem não dependem de nossa competência ou habilidade. Aceitar a nossa impotência diante de determinados fatos é melhor que nos acusarmos por eles. A terrível frase: "Querer é poder" é responsável por grandes sensações de fracasso. Daí a outra frase comum nesses momentos: "Se eu soubesse..." Se eu soubesse com antecedência o que iria acontecer, eu seria... Deus. Quando não alargarmos o nosso limiar de frustração e a enfrentarmos de maneira construtiva, ela pode se transformar em depressão. Como fazer isso? Perdoar-se pela imperfeição e a do mundo. Saber que, em geral, as coisas e as pessoas são o que são e não o que "eu" gostaria que fossem. Não dramatizar excessivamente, exagerando os problemas. Tudo passa. Não apegar-se à postura de vítima, de injustiçado, de pobre coitado. Não cultivar uma visão amarga da vida, só vendo o lado negativo. Não levar nada muito a sério. Nem a vida, nem você! 

COLUNA DE ANTONIO ROBERTO SOARES
www.antoniorobertosoares.com.br
Artigo publicado no Jornal Estado de Minas Caderno Bem Viver Data: 22/09/2002 






"Não importa quão desencorajado você possa estar, Deus nunca lhe pediu para fazer o impossível. "

Você pode estar se perguntando o que essa Página tem haver com a umbanda.
Minha intenção é mostrar a você uma das linhas da umbanda e seu campo de atuação.
Estou falando da linha dos Preto-velhos.
E do seu campo de Atuação: O nosso emocional.
Os preto-velhos apesar da aparência simples, é bom que não se confunda simplicidade com ignorância.
São habilidosos conselheiros que conseguem captar as nossas emoções e nos ajudam a reorganizar nossos pensamentos e corrigir nossas ações.
Sempre que um filho de santo ou consulente se apresenta diante de um preto velho, com qualquer tipo de desordem emocional.
Os preto-velhos procuram de todas as formas acalmarem aquele filho, conversar sobre as causas da raiva ou frustração, o faz  compreender que uma mente perturbada, endurece um coração.
A solução de um problema esta dentro dele mesmo.

Só conseguimos crescer quando aprendemos a lidar com nossos sentimentos.
Agir por impulso não leva ninguém a lugar nenhum.
A umbanda prega a reforma intima.
Diz que uma pessoa só muda de atitude quando assim ela desejar.
Nada muda se nós não mudarmos primeiro, as mudanças vem de dentro pra fora.
Os maiores vencedores foram aqueles que conseguiram vencer a si mesmo.
Ao se sentir frustrado, pare por um momento e calmamente considere as suas circunstâncias
Em vez de pensar em mil e uma maneiras de reclamar ou sentir pena de si mesmo, pense em uma maneira de dar um passo à frente. A seguir, dê esse passo e você vai perceber que a frustração logo se transformará em algo benéfico. Frustração é algo poderoso, mas não pode e nem deve levá-lo para baixo. Transforme a frustração num alvo positivo porque esse alvo pode levá-lo para muito longe.
Que corrente sagrada dos preto-velhos te abençoe.








Quem Somos
Orações diversas
Orações em vídeos
Lavagem do Bonfim
Ervas dos Orixás.
Dicas de Banho de descarrego
Oferendas a Xangô
Pontos riscados
Guias e seus trabalhos
A força da pomba-gira.
Oferendas de Caboclo.
Buscando o meu Orixá.
Artigos de Umbanda.
Farofas de Seu Zé.
Benzimento.
Dicionário da Umbanda.
Jogo de Búzios.
Baralho Cigano.
Mensagens de Fé e Otimismo.
Religiões, linhas Sagradas
Assistência
Amaci.
Banhos Ciganos
Padê de exu
Oferendas
Oração de Caboclos
Quedas e Fracassos de um médium.
Preto-velho.
Pontos Mp3 Guias
Mensagem de Preto-velho
Livro de Visitas
Homenagem a Ogum
Histórias de Oxumarê.
Histórias de Ewá.
Histórias de Oxossi
Histórias de Exú
Lendas de Yansã
Lendas de Exu.
Orixá Tempo.
Lendas de Xangô.
Lendas de Ibeji
Ogum Xoroquê
Pai joaquim de angola

Baianos no terreiro.
Vestes na Umbanda
Ossaim
Maria Mulambo
Simpatias Ciganas
Amuletos & talismãs.
Dividindo com você.
Preces e orações de Preto-velhos.
Incensos.
Umbanda não faz milagre. Faz caridade
Salmos
Pontos Cantados
Pedir não é cobrar.
ATUAÇÃO dos preto-velhos.
Oferendas de Oxum.
Oferendas de yemanjá.
ORIXÁS
lendas de Nanã Buruke
Textos de Auto ajuda
Textos de Umbanda
Bezerra de Menezes
Zé Pilintra
Logun Edé
Pontos Cantados II
Pomba Giras
Exu
PRETO VELHO
Caboclos.


r11





Ao mestre com carinho

Oração a Pai João de Angola

Ogum

Oxum

Yansã

oracões

Xangô

Yemanjá

Oxossi

Oxalá

Oxumarê

Preto-velhos

Caboclos

Boaideiros na Umbanda

Baianos na Umbanda

Marinheiros

Pomba Gira

Maria Padilha

Oração de exu

Banhos de descarregos

Pontos Riscados de Exu

História de Rei Congo

Maria Redonda

Pontos Cantados diversos

Pontos Cantados Orixás

Galeria de Videos

Mensagem do Sr. Zé Pilintra

Pai José da Guiné

Exu Capa Preta

Exu 7 encruzilhadas

Exu Morcego

Mensagem de Pai joão de Angola

Histórias de Vovó Luiza

Atribuição dos Preto-velhos

Ogum Rompe Mato

Ogum Yara

A história de vovó Benedito

Oferenda de Oxum

Oferenda a Xangô

Oferenda de Ogum

Oferenda de oxossi

A Mediunidade, os orixás e os caboclos

Orações Diversas

Os filhos de Omulu

Mensagens de Natal

Porque os exus riem

Cigano Pablo

Cigana Esmeralda

Mensagem de Ogum

Altar virtual

Altar Virtual dos Orixás

Altar dos Preto-velhos

Altar de Nossa Senhora

Altar de ogum

Altar de Oxum

Altar de Exu

Videos de preto-velhos

Descubra o seu Orixá

Livro de Visitas

Livro de Visitas 2

10 erros cometidos por médiuns

A tristeza dos Orixás

Altar na umbanda

Amor palavra de ordem na gira

As falanges de trabalhos na umbanda

Assistência

Atitudes interiores

Bandeira branca de Oxalá

Cantos e palmas num terreiro

Como acontece a gira

Como ler ouvir observar e saber se aquilo é certo

Conduta Moral

Conduta no terreiro de umbanda

Conflitos

Conflitos Familiares

Cores e a umbanda

Cumprimentos e posturas

De olho Fechados

Deus não te Fez para sofrer

Deus salve a Umbanda

O dia de Finados na Umbanda

ELEMENTOS DO TERREIRO DA UMBANDA

Entendendo a inveja

ESPIRITUALIDADE E CONSCIÊNCIA

Expressões usadas na Umbanda

Exu não é fofoqueiro

Exu não é o diabo

Falta de doutrina e comprometimento

Faz caridade fio

Faz o bem sem ver a quem

Fumos e Bebidas

Fundamentação doutrinátoria

Guias e Colares

Hierarquia na Casa de Umbanda.

Humildade

Jogaram uma carga pesada pra cima de mim

Linha de Esquerda: "Exu e ´Pomba-Gira"

Mediunidade na Umbanda

Mediunidade, um passo de cada vez

Mensagem de Caboclo 7 Flexas

MIRONGA DE PRETO VELHO

NÃO ABANDONES O TEU POSTO DE SERVIÇO

Normas dos terreiros

Nossos Umbigos

O maior inimigo da Umbanda

O pequeno universo do umbandista

O Perdão Não tem Contra-indicação

O templo que vos acolhe

OBRIGAÇÕES NA UMBANDA

Obrigado, vovô

Oração do umbandista

Orixá de Cabeça

Os Caboclos na Lição de Pai João

Os médiuns são Parceiros

Os Orixás se Manifestam em Nós e Através de Nós!

Os perigos e conseqüências da mediunidade mal orientada


Página inicial textos de Umbanda

Clique aqui.














"Que ogum te abênçoe hoje e sempre....



topo
 
                              
          

 



Os textos apresentados na sua maioria foram retirados , da internet. Esse é um espaço onde colocamos diversos pensamentos e o nosso principal objetivo é a divulgação da nossa Umbanda. Quando algum texto for de autoria do Centro Pai João de angola, o responsável será indicado; da mesma forma que fazemos com outros autores que não têm vínculos com a nossa casa... Comunicado Importante: Este é um Site totalmente gratuito, sem fim comercial ou lucrativo. Algumas imagens e informações provêm de outros sites na internet. Caso você seja o detentor do Copyright de qualquer uma delas, e deseje que ela seja retirada, por favor, é só nos mandar uma mensagem citando o nome e a localização para sua remoção imediata. Não temos o objetivo de nos apropriar de informações alheias tomando-as como nossa, pelo contrário, sempre que possível, colocaremos o nome do autor abaixo do título para deixar bem claro que a intenção é de divulgar a Umbanda através de textos bem elaborados e esclarecedores. Saiba que o Centro Pai João de Angola está isento de qualquer responsabilidade.







  Site Map