bv1

Oxum a deusa das Cachoeiras.


                                                                                    


                                                                                             "Eu vi mamãe Oxum na cachoeira
                                                                                                          Sentada na beira do rio
                                                                                                             Colhendo lírios, liruê
                                                                                                             Colhendo lírios, liruá

                                                                                                       Colhendo lírios pra enfeitar
                                                                                                                  nosso congá"



OXUM

Oxum preside a devoção e o amor materno, a respeitabilidade e a direção consciente no sentido das relações com harmonia entre os humanos.

Senhora das águas doces, rios, riachos, lagos, igarapés é o símbolo da busca constante dos valores familiares, pugnando pela concórdia da família universal, enlaçando-a com doçura e verdadeiro amor.

Regente do 6º Raio – Amor e Devoção – em constante convívio com Oxumarê, seu irmão, Trabalha em prol dos filhos iniciando-os com pensamentos voltados à tolerância e a mansuetude; simples no querer, sem ostentações, fiel em todos os casos, enlevando a mais abnegada resignação.

Oxum é a ternura envolvente para as criaturas. Sua “graça”, seus cânticos, sua dança e maneiras, jamais sensuais, têm a presença da humildade e do carinho materno para com todos os devotos.

Oxum é a suave medianeira dos filhos até OLORUN, o grande Pai. Sua singeleza, nunca posta em dúvida, integra os fatores preponderantes das mil provas de indulgências e benefícios para com todos os seres, sem distinção de qualquer natureza, esperando receber, em seu âmago, aqueles que enveredam pelo caminho da Realização.

cachoeira

Dona das águas. Na áfrica, mora no rio oxum. Senhora da fertilidade, da gestação e do parto, cuida dos recém-nascidos, lavando-os com suas águas e folhas refrescantes. Jovem e bela mãe, mantém suas características de adolescente. Cheia de paixão, busca ardorosamente o prazer. Coquete e vaidosa, é a mais bela das divindades e a própria malícia da mulher-menina.

É sensual, exibicionista, consciente de sua rara beleza. Se utiliza desses atributos com jeito e carinho para seduzir as pessoas e conseguir seus objetivos.

Osun é chamada de Yalodê, título conferido à pessoa que ocupa o lugar mais importante entre todas as mulheres da cidade, além disso, ela é a rainha de todos os rios e exerce seu poder sobre as águas doces, sem a qual a vida na terra seria impossível. Dança de preferência sob o ritmo de sua terra: Igexá. Sua dança lembra o comportamento de uma mulher vaidosa e sedutora.

Dona das águas. Na áfrica, mora no rio oxum. Senhora da fertilidade, da gestação e do parto, cuida dos recém-nascidos, lavando-os com suas águas e folhas refrescantes. Jovem e bela mãe, mantém suas características de adolescente. Cheia de paixão, busca ardorosamente o prazer. Coquete e vaidosa, é a mais bela das divindades e a própria malícia da
mulher-menina. É sensual, exibicionista, consciente de sua rara beleza. Se utiliza desses atributos com jeito e carinho para seduzir as pessoas e conseguir seus objetivos.

Osun é chamada de Yalodê, título conferido à pessoa que ocupa o lugar mais importante entre todas as mulheres da cidade, além disso, ela é a rainha de todos os rios e exerce seu poder sobre as águas doces, sem a qual a vida na terra seria impossível. Dança de preferência sob o ritmo de sua terra: Igexá. Sua dança lembra o comportamento de uma mulher vaidosa e sedutora.

Sincretismo N.S. da Conceição

Imagem_058
Cor: amarelo-ouro.
Locais: rios ou nascentes.
Saudação: Ai iê ieu Mamãe Oxum
Simbolismo: Leque (Abebé) com Estrela, Espelho; um coração do qual nasce um rio.
Dia da semana: sábado.


Oração a Oxum

Orá Iiê Iiê Oxum,

Salve dourada Senhora da pele de ouro,
Benditas são suas águas,
e essas mesmas águas lavam meu ser,
e me livram do mal.

Oxum,
Divina Rainha, bela Orixá,
a mim caminhando na lua cheia.
Traga Mãe, em suas mãos,
Os lírios do amor e da paz.

Torne-me doce, sedutora, suave, como és.
Mamãe Oxum, me proteja, Orixá.

Que o amor seja constante em minha vida.
Que eu possa amar a tudo que existe.
Me proteja contra as mandigas e feitiçarias.
Dê a mim o néctar da sua doçura.
e que eu consiga (faça o pedido).


Mãe de ouro,
da beleza e do amor,
Senhora do mais puro Axé,
Valha-me hoje e sempre.

rosa141

Prece a Mamãe Oxum.

Oh Mãe Oxum! Senhora dos rios e cascatas. Orixá das águas claras que lavam os males do mundo.
Deusa do Amor! Que o canto de sua águas embale meus sentimentos alimentando meu coração com as vibrações de paz e perdão.
Senhora do ouro, clareia meus caminhos.

ORA Ê Ê OXUM!

93




ORAÇÃO à OXUM

Oxum eu te chamo!
Não te chamo por causa de morte.
Não te chamo por causa da doença de alguém.
Te chamo para que tenhamos dinheiro.
Te chamo para que tenhamos filhos.
Te chamo para que tenhamos saúde.
Para que tenhamos uma vida serena.
Para que não sejamos vitimados pela ira das águas.

93





ORAÇÃO A OXUM

Ora ie ieu Oxum,
Salve dourada senhora
Da pele de ouro!
Benditas são suas águas,
e essas mesmas águas lavam meu ser
e me livram do mal.
Oxum, Divina Rainha, bela Orixá,
venha a mim,
caminhando na Lua Cheia.
Traga, mãe, em suas mãos,
os lírios do amor e da paz.
Torna-me doce, sedutora,
suave, como és.
Mamãe Oxum, me proteja, Orixá.
Faça que o amor seja
constante em minha vida
Que eu possa amar a
tudo o que existe.
Me proteja contra as
mandingas e feitiçarias.
Daí a mim o néctar de sua doçura
e que eu consiga o que desejo
Mãe do ouro, da beleza e do amor,
Senhora do mais puro Axé,
valei-me hoje e sempre.
Aie ieu Oxum!

93



ORAÇÃO PARA OXUM

Dourada é a tua de luz Assim como o ouro que te pertence. Derrama a tua pureza cristalina, Orixá das águas doces. Não permitas que neblina alguma Obscureça o meu desejo mais profundo, Que é conseguir amor mais verdadeiro, Seguro, eterno e duradouro. Estás presente nas cachoeiras, Que são sagradas por si só. Portanto, faze com que se apague Todo sentimento se eu sofrer. Não verterei nenhuma lágrima por aqueles Que não me correspondem no amor. Não sofrerei por ninguém Que, com mentiras, me faltar com o respeito, Porque não permitirás que Frieza, inveja ou ciúmes me traiam. És doce, protetora, Suave e vaidosa, Feminina e sedutora. Ó mãe Oxum! Dá-me o teu axé, Dá-me a tua força, dá-me a alquimia Como o néctar mais sublime, Para eu saber como respeitar e venerar. No mel está o teu segredo, Que eu saberei utilizar.

93




 

ORAÇÃO PARA OXUM

Que Oxum me dê serenidade para agir de forma consciente e equilibrada.
Tal como suas águas doces – que seguem desbravadoras no curso de um rio, entrecortando pedras e se precipitando numa cachoeira, sem parar nem ter como voltar atrás, apenas seguindo para encontrar o mar – assim seja que eu possa lutar por um objetivo sem arrependimentos.

Ora Ye Yêo Oxum!!!!

93



ORAÇÃO A OXUM

Senhora das cachoeira.

Oh! Linda e maravilhosa Oxum!

Afastai de mim todo o mal que no momento me aflige.

Eu te venero e te guardo, oh! Mãe Divina!

Que eu seja abençoado com a tua bondade e justiça.

Que em nome de Olorum muitas vezes aclamas por todos aqueles que te amam.

Peço-te que, neste momento de dor, derrames sobre mim, Oxum, o teu olhar misericordioso.

Que as tuas aguas acalmem a minha pobre alma e que neste momento eu receba a graça que tanto espero.

Que assim seja.

Orê Yeyê




waterfall_11

Características dos filhos de Oxum

Dão muito valor à opinião pública, fazem qualquer coisa para não chocá-la, preferindo contornar as suas diferenças com habilidade e diplomacia. São obstinadas na procura dos seus objetivos.

Oxum é o arquétipo daqueles que agem com estratégia, que jamais esquecem as suas finalidades; atrás da sua imagem doce esconde-se uma forte determinação e um grande desejo de ascensão social.

Têm uma certa tendência para engordar, a imagem do gordinho risonho e bem-humorado combina com eles. Gostam de festas, vida social e de outros prazeres que a vida lhes possa oferecer. Tendem a uma vida sexual intensa, mas com muita discrição, pois detestam escândalos.

Não se desesperam por paixões impossíveis, por mais que gostem de uma pessoa, o seu amor-próprio é muito maior. Eles são narcisistas demais para gostar muito de alguém.

Graça, vaidade, elegância, uma certa preguiça, charme e beleza definem os filhos de Oxum, que gostam de jóias, perfumes, roupas vistosas e de tudo que é bom e caro.

O lado espiritual dos filhos de Oxum é bastante aguçado. Talvez por isso, algumas das maiores Yalorixás da história do Candomblé, tenham sido ou sejam de Oxum.

93





 



Abençoe este Lar

Meu DEUS! Abençoe esta casa, não deixe nenhum mal entrar. Afaste as coisas ruins, venha conosco ficar.
Minha alma Te pertence, só a Ti posso entregar Prometo do fundo de minha alma, só por Tua Lei me guiar.

Penso em Ti todo instante, estás acima de tudo. Pelo Amor que Te tenho, é que eu vivo nesse mundo. Ilumine minha casa, nunca deixe no escuro. A de minha mãe e meu pai, de meus irmãos e de todos.

Abençoe cada quarto, sala e cozinha. Abençoe todo teto, paredes e escadarias. Abençoe onde piso, abençoe todo dia. Abençoe esta casa, como a de José e Maria.

Faça tudo espiritualmente, traga paz e alegria. Afaste todo tristeza, fique em nossa companhia. Dê a todos Fé e Amor, e Humildade toda vida. Dê a todos que precisam, Consciência Divina.

Faça na casa de meus pais, como fizeste no Rio Jordão. Com a água Pura e Santa, abençoaste João. Faça com todos teus filhos, e com todos meus irmãos. Ponha Luz em todas casas, acabe com a escuridão.

Use todo TEU PODER, cuide sempre desse lar. Faça que todos se unam, e possam sempre se amar. Não esqueça um só dia, de vir nos visitar. Sente conosco na mesa, quando formos nos alimentar.

DEUS de Amor meu Pai Eterno, jamais esqueça de nós. Ajude em todas as casas, crianças, pais e avós. Aceite o meu pedido, eu confio em Vós. Não deixe ninguém sofrer, nunca nos deixe a sós.

Abençoe esta casa, como abençoaste tudo aqui. Prometo de coração, sete vezes repetir. Meu DEUS, eu Te amo, vivo somente para Ti. Tua Lei e Mandamentos, sempre hei de seguir.


93


















O texto abaixo foi escrito por charles chaplim.

Mas foi enviado por uma filha de oxum, e resolvi compatilhar com todos.










Quando Começei a Me Amar de Verdade...


Quando me amei de verdade, compreendi que em qualquer circunstância, eu estava no lugar certo, na hora certa, no momento exato.
E então, pude relaxar.
Hoje sei que isso tem nome... Auto-estima.
Quando me amei de verdade, pude perceber que minha angústia, meu sofrimento emocional, não passa de um sinal de que estou indo contra minhas verdades.
Hoje sei que isso é...Autenticidade.
Quando me amei de verdade, parei de desejar que a minha vida fosse diferente e comecei a ver que tudo o que acontece contribui para o meu crescimento.
Hoje chamo isso de... Amadurecimento.
Quando me amei de verdade, comecei a perceber como é ofensivo tentar forçar alguma situação ou alguém apenas para realizar aquilo que desejo, mesmo sabendo que não é o momento ou a pessoa não está preparada, inclusive eu mesmo.
Hoje sei que o nome disso é... Respeito.
Quando me amei de verdade comecei a me livrar de tudo que não fosse saudável... Pessoas, tarefas, tudo e qualquer coisa que me pusesse para baixo. De início minha razão chamou essa atitude de egoísmo.
Hoje sei que se chama... Amor-próprio.
Quando me amei de verdade, deixei de temer o meu tempo livre e desisti de fazer grandes planos, abandonei os projetos megalômanos de futuro.
Hoje faço o que acho certo, o que gosto, quando quero e no meu próprio ritmo.
Hoje sei que isso é... Simplicidade.
Quando me amei de verdade, desisti de querer sempre ter razão e, com isso, errei muitas menos vezes.
Hoje descobri a... Humildade.
Quando me amei de verdade, desisti de ficar revivendo o passado e de preocupar com o futuro. Agora, me mantenho no presente, que é onde a vida acontece.
Hoje vivo um dia de cada vez. Isso é... Plenitude.
Quando me amei de verdade, percebi que minha mente pode me atormentar e me decepcionar. Mas quando a coloco a serviço do meu coração, ela se torna uma grande e valiosa aliada.
Tudo isso é... Saber viver!!!

93



Pontos Cantados de Mamãe oxum



Oxum

Meiga, doce, jovem, vaidosa, mas pisa no calo dela para você ver.

O orixá da riquesa, da fartura, sempre boa para apelar em momentos de

dificuldade.



Pontos de Oxum

Águas de Oxum

O rio é de Oxum, aiê-iê-o
O lago é de Oxum, aiê-iê-o
Á guas de Oxum, aiê-iê-o
Aiê-iê, Oxum, aiê-iê
Á guas de Oxum, aiê-iê-o
Aiê-iê, Oxum, aiê-iê
Á gua da cachoeira, aiê-iê-o
Força da cachoeira, aiê-iê-o
Á gua cristalina, aiê-iê-o
Aiê-iê, Oxum, aiê-iê
Á guas de Oxum, aiê-iê-o
Aiê-iê, Oxum, aiê-iê
O rio passa na mata, aiê-iê-o
Na pedra uma cascata, aiê-iê-o
Oxóssi e Xangô, aiê-iê-o
Aiê-iê, Oxum, aiê-iê
Á guas de Oxum, aiê-iê-o
Aiê-iê, Oxum, aiê-iê
Um vento na campina, aiê-iê-o
O rio corta a campina, aiê-iê-o
Iansã e Ogum, aiê-iê-o
Aiê-iê, Oxum, aiê-iê
Á guas de Oxum, aiê-iê-o
Aiê-iê, Oxum, aiê-iê
O rio encontra o mar, aiê-iê-o
Nos braços de Iemanjá, aiê-iê-o
Mãe de Oxalá, aiê-iê-o
Aiê-iê, Oxum, aiê-iê
Á guas de Oxum, aiê-iê-o
Aiê-iê, Oxum, aiê-iê

=======================================

Linha de Oxum

Eu vi Mamãe Oxum na cachoeira >
Sentada na beira do rio > bis
Colhendo lírios, lírio ê
Colhendo lírios, lírio a
Colhendo lírios
Pra enfeitar nosso congá
Olha o barquinho de Cinda
Cinda é quem vem trabalhar
Cinda é Mamãe Oxum, aie-ie-ô
Cinda é a cobra coral
=========================================

No céu uma estrela vem brilhando
Nas águas o amor refletindo
Aiê iê Oxum >
De alegria estou sorrindo > bis
Também nas cachoeiras
Tem a força de Oxum
Oxum é minha mãe
E meu Pai é Ogum aiê-iê-o
==========================================

Oxum estava na beira do rio
Colhendo lírios pro seu congá > bis
Iluminou lá na pedreira
Os lírios brancos da cachoeira > bis

==========================================
Eu sou da mina
Eu sou da mina de ouro > bis
Onde mora mamãe Oxum
Guardiã do meu tesouro
Mamãe Oxum rainha cheia de luz >
Cubrai-nos com vosso manto >
Rogai por nós a Jesus > bis
==========================================
Oxum, Oxum
Oxum é minha mãe
É a rainha do meu congá >
É a rainha do meu congá > bis

=========================================
Se minha mãe é Oxum >
Na umbanda e no candomblé > bis
Aiê-iê-o, aiê-iê-o, minha mãe
Aiê-iê-o, minha mãe Oxumaré
Ela vem descendo o rio
Colhendo lírios
Prá nos ofertar
Aiê-iê-o, aiê-iê-o minha mãe
Orixá desce e vem nos abençoar
==========================================

Aiê-iê mamãe Oxum
Aiê-iê vem nos ajudar
Aiê-iê mamãe Oxum
Das cachoeiras de Oxalá
Aiê-iê mamãe Oxum
Dê-nos água pra beber
Tenho sede de esperança
Tenho sede de aprender
Ê menina ,ê menina >
Aieieo Oxum da Mina >bis x 7
===========================================

Meu pai me diga quem é>
Quem é que vem de Aruanda>bis
É mamãe Oxum, das cachoeiras
Meu pai me diga quem é>
Quem é que vem de Aruanda>bis
É mamãe Oxum na lei de Umbanda

==========================================
Mamãe Oxum chegou
Na gira dos Orixás
E traz das águas dos rios
Sua mensagem de paz
Mamãe Oxum>
Maleime mamãe Oxum>
Olhai pros seus filhos da gira>
Na fé de meu pai Ogum>bis
Oi gira gira gira>
Oi gira e torna a girar>
Pra chamar povo de pemba>
Na gira dos Orixás>bis
========================================

A ÁGUA QUE SAI DA CACHOEIRA
E VAI CORRENDO PELO RIO AFORA...
SAVE OXUM! SALVE YEMANJÁ!
SALVE NANÃ! SALVE A SEREIA DO MAR!


========================================

ELA É FLOR DE MAIO! (2X)
SE A MINHA MÃE
É LINDA FLOR DE MAIO
ARERÊ!
É FLOR DE MAIO!


========================================

NO ALTO DA CACHOEIRA
TEM UMA GRUTA DO LADO DE LÁ
TEM UM BANQUINHO DE OURO, MAMÃE
ONDE OXUM VAI SE SENTAR!


=======================================

COM SUA SAIA BORDADA DE OURO
E O SEU SAIOTE TODO RENDADO
AUÊ Ó MINHA MÃE OXUM AUÊ!
OS ANJOS DO CÉU DIZEM AMÉM!


=======================================

EU VI MAMÃE OXUM
SENTADA NA CACHOEIRA!
E ELA CANTAVA TANTO
CHAMAVA OGUM PARA JURAR BANDEIRA!

========================================


CAIU UMA ESTRELA DENTRO DESSE GONGÁ!(2X)
ERA UMA ESTRELA AZUL...
ERA UMA ESTRELA BENDITA...
DO MANTO SAGRADO DA MAMÃE OXUM!

=======================================


A LUA VEM SURGINDO
POR DETRÁS DA CACHOEIRA...
ARERÊ MAMÃE OXUM… ARERÊ OXUMARÉ!


========================================

OXUM LINDA MORENA
PRA VOCÊ EU VOU GIRAR!
O TEU CANTO DE SEREIA
AGORA VAI ME ENCANTAR!
SE VOCÊ INDA NÃO SABE
QUEM É ESTE ORIXÁ...
É OXUM A MÃE DO OURO...
RAINHA DESTE CONGÁ!


========================================

OXUM E MAMÃE IEMANJÁ…
É S A RAINHA DO CÉU!
É S A RAINHA DO MAR!
OXUM VEM ACENDER OS CANDEEIROS…
ILUMINAR NOSSO TERREIRO
E A SEUS FILHOS ABENÇOAR!

=====================================


MAMÃE OXUM, MAMÃE OXUM...
MAMÃE OXUM, NANÃ...
ME LEVA PRAS ÁGUAS CLARAS!
EU QUERO VER A SEREIA CANTAR...
EU QUERO VER OS CABOCLINHOS DA AREIA...
TRABALHANDO PRA MÃE YEMANJÁ!

=====================================
MAMÃE OXUM, MAMÃE OXUM LÁ DO INFINITO
AI VEM OUVIR, AI VEM OUVIR O NOSSO PRANTO!
NÓS TE ADORAMOS COM AMOR E COM CARINHO
NA ESPERANÇA DE SENTIR O VOSSO MANTO
MAMÃE OXUM, QUE VEM DE ARUANDA
COM O DIVINO ESPÍRITO SANTO
VEM SALVAR FILHOS DE UMBANDA!

=====================================
ESTRELA D`ALVA, ESTRELA QUE BRILHA...
É A MAMÃE OXUM...
É A MAMÃE OXUM QUE ILUMINA!
ILUMINA A TERRA, ILUMINA O MAR...
ESTRELA MATUTINA QUE ILUMINA ESSE GONGÁ!

=====================================
EU FUI NA CACHOEIRA CHORANDO...
LEVAVA COMIGO UMA DOR!
ELA SURGIU DENTRE AS ÁGUAS
OLHANDO ME DISSE ASSIM:
“ NÃO CHORES MEU FILHO QUERIDO
POIS SEMPRE AO SEU LADO ESTAREI!”
ELA ME DEU UMA ROSA
E ENTRE AS FLORES DESAPARECEU...
ARERÊ! ARERÊ!
ARERÊ, MAMÃE OXUM OLHA EU!

=====================================
NAS ÁGUAS SERENAS DA LAGOA
UMA ESTRELA APARECEU
E FOI COMO NUM SONHO
A ESTRELA DESAPARECEU
EM SEU LUGAR EU VI
A DEUSA DAS ÁGUAS APARECER
FORMOU-SE ARCO ÍRIS
EU GRITEI PARA ELE ME VALER
OXUM, OXUMARÊ VENHA ME SOCORRER!

=====================================


Ouvi um brado de Mamãe Oxum
no alto da cachoeira
E ela bradava tanto
esperando Ogum para jurar bandeira

=====================================
Foi Oxalá quem mandou
Ela vir a terra pra seus filhos abençoar
Ô dona do arco-íris
Giras no rio, giras no mar
Ela é Oxumaré
Venha os seus filhos abençoar
Ela é Oxumaré
Venha os seus filhos abençoar
Oi salve Omulú
Oi viva São Bartolomeu
Oi na Umbanda
Ora viva ai ieu
Oi na Umbanda
Ora viva ai ieu

=====================================
Eu vi mamãe Oxum na cachoeira
sentada na beira do rio
Eu vi mamãe Oxum na cachoeira
sentada na beira do rio
Colhendo lírio, lírio êh
Colhendo lírio, lírio ah
Colhendo lírios pra enfeitar nosso congá
Aieeê, Aieeê Mamãe Oxum
Aieeê, Aieeê Mamãe Oxum
Aieeê Mamãe Oxum
Aieeê Oxumaré
Aieeê Mamãe Oxum
Aieeê Oxumaré

=====================================
Foi na beira do rio
Aonde Oxum chorou
Foi na beira do rio
Aonde Oxum chorou
Chora Yeyeu, chora Yeyeu
Olhai os filhos seus
Chora Yeyeu, chora Yeyeu
Olhai os filhos seus

=====================================
Ora Yeyeu Minha Mãe Oxum
Ora Yeyeu
Ora Yeyeu a sua coroa
Ora Yeyeu as águas cristalinas?
Ora Yeyeu sou filho seu

=====================================
Eu vi duas garças voando
Voando nas ondas do mar
Nao era garças nao era nada
Era mamae Oxum no Reino de Yemanja

=====================================
Olha o barquinho de Cinda
Cinda é quem vem trabalhar
Cinda é Mamãe Oxum, aie-ie-ô
Cinda é a cobra coral

=====================================
No céu uma estrela vem brilhando
Nas águas o amor refletindo
Aiê iê Oxum >
De alegria estou sorrindo > bis
Também nas cachoeiras
Tem a força de Oxum
Oxum é minha mãe
E meu Pai é Ogum aiê-iê-o

=====================================
Oxum estava na beira do rio >
Colhendo lírios pro seu congá > bis
Iluminou lá na pedreira >
Os lírios brancos da cachoeira > bis

=====================================


Eu sou da mina >
Eu sou da mina de ouro > bis
Onde mora mamãe Oxum
Guardiã do meu tesouro
Mamãe Oxum rainha cheia de luz >
Cubrai-nos com vosso manto >
Rogai por nós a Jesus > bis

=====================================
Oxum, Oxum
Oxum é minha mãe
É a rainha do meu congá >
É a rainha do meu congá > bis

=====================================
Se minha mãe é Oxum >
Na umbanda e no candomblé > bis
Aiê-iê-o, aiê-iê-o, minha mãe
Aiê-iê-o, minha mãe Oxumaré
Ela vem descendo o rio
Colhendo lírios
Prá nos ofertar
Aiê-iê-o, aiê-iê-o minha mãe
Orixá desce e vem nos abençoar

=====================================
Meu pai me diga quem é>
Quem é que vem de Aruanda>bis
É mamãe Oxum, das cachoeiras
Meu pai me diga quem é>
Quem é que vem de Aruanda>bis
É mamãe Oxum na lei de Umbanda

=====================================
Mamãe Oxum chegou
Na gira dos Orixás
E traz das águas dos rios
Sua mensagem de paz
Mamãe Oxum>
Maleime mamãe Oxum>
Olhai pros seus filhos da gira>
Na fé de meu pai Ogum>bis
Oi gira gira gira>
Oi gira e torna a girar>
Pra chamar povo de pemba>
Na gira dos Orixás>bis

=====================================


O rio é de Oxum, aiê-iê-o
O lago é de Oxum, aiê-iê-o
Á guas de Oxum, aiê-iê-o
Aiê-iê, Oxum, aiê-iê
Á guas de Oxum, aiê-iê-o
Aiê-iê, Oxum, aiê-iê
Á gua da cachoeira, aiê-iê-o
Força da cachoeira, aiê-iê-o
Á gua cristalina, aiê-iê-o
Aiê-iê, Oxum, aiê-iê
Á guas de Oxum, aiê-iê-o
Aiê-iê, Oxum, aiê-iê
O rio passa na mata, aiê-iê-o
Na pedra uma cascata, aiê-iê-o
Oxóssi e Xangô, aiê-iê-o
Aiê-iê, Oxum, aiê-iê
Á guas de Oxum, aiê-iê-o
Aiê-iê, Oxum, aiê-iê
Um vento na campina, aiê-iê-o
O rio corta a campina, aiê-iê-o
Iansã e Ogum, aiê-iê-o
Aiê-iê, Oxum, aiê-iê
Á guas de Oxum, aiê-iê-o
Aiê-iê, Oxum, aiê-iê
O rio encontra o mar, aiê-iê-o
Nos braços de Iemanjá, aiê-iê-o
Mãe de Oxalá, aiê-iê-o
Aiê-iê, Oxum, aiê-iê
Á guas de Oxum, aiê-iê-o
Aiê-iê, Oxum, aiê-iê

=====================================
Aiê-iê mamãe Oxum
Aiê-iê vem nos ajudar
Aiê-iê mamãe Oxum
Das cachoeiras de Oxalá
Aiê-iê mamãe Oxum
Dê-nos água pra beber
Tenho sede de esperança
Tenho sede de aprender
Ê menina ,ê menina >
Aieieo Oxum da Mina >bis x 7

=====================================


Subida de Oxum


MAMÃE OXUM
DONA DOS RIOS E DOS LAGOS
MAMÃE OXUM
OLHA NOSSOS LARES!
ELA VEM NA BANDA
NOS TRAZ FELICIDADES
MAMÃE OXUM QUANDO VAI
DEIXA SAUDADES!


E vai, vai, vai
E vai beirando o rio
E vai mamãe Oxum
Para todo mal levar

=====================================


PONTOS DA MAMÃE OXUM
O viva Oxum
Iansã e Nanã
Mamãe Sereia
Viemos saudar
Oi me leva
Pras ondas grandes
Eu quero ver as sereias cantar
Eu quero ver os caboclinhos na areia
Oi como brincam com Iemanjá
Aruê, ê, ê, êeee
Aruê Mamãe é dona do mar
Aruê, ê, ê, êeee
Aruê Mamãe é dona do mar

=====================================

Eu vi a mamãe Oxum
Sentada na cachoeira
Colhendo os lírios, lírios ê
Colhendo os lírios, lírios Ah
Colhendo lírios pra enfeitar nosso congar
Colhendo os lírios, lírios ê
Colhendo os lírios, lírios Ah
Colhendo lírios pra enfeitar nosso congar




Os pontos cantados são cânticos sagrados de invocação, do exterior para o interior,
e de evocação, do interior para o exterior, ou seja, na invocação chamamos certas forcas
astrais para o nosso auxilio na nossa gira e na evocação elevamos os nossos pensamentos e
nosso padrão vibratório para nos aproximarmos dos nossos guias e mentores espirituais.

Mas os pontos cantados são em si muito mais que isso também, pois eles contam segredos
espirituais através de suas historias aparentemente simples e sem significado, falam também
dos pontos de forcas na natureza e também revelam a energia, forma de trabalho, função e muito
mais, de um guia ou de um Orixá.

Cada ponto emite um tipo de vibração de acordo com o Orixá e o ritmo em que é entoado.

Assim como tudo na Umbanda tem um motivo de ser e é passado através da simplicidade e
humildade, os pontos cantados escondem muito mais mistérios que nos possamos sequer imaginar.

Os Atabaques, instrumento de percussão, acompanham os pontos e ajudam a manter o ritmo e a
cadencia, mas também tem outras funções entre elas a de emanar certos tipos de vibração,
funcionando de forma semelhante aos pontos cantados.

Os pontos cantados e os atabaques também têm a função de, no decorrer da gira, quebrar
demandas, ou seja, desfazer energias ofencivas e nocivas a gira, atuando diretamente em cima
dessas energias e as desfazem.
Eles devem ser entoados de uma maneira harmoniosa e sincera, devemos entoá-los com o coração
e entrar no seu ritmo pois só assim estaremos conseguindo elevar o pensamento, acima de tudo
deve ser levado muito a serio, e não esqueçamos que as suas letras e a sua tonalidadee ritmo
movimenta certos tipos de energia , então não devemos entoá-los em qualquer lugar,
principalmente em bares, festas ou em lugares parecidos, pois esses lugares possuem outro tipo
de vibração não adequadas aos Cânticos Sagrados, e jamais, mesmo em um terreiro, devemos berras
ou até mesmo cantá-los de forma exagerada e fora do ritmo, po is isso fará com que não se
atinjam as vibrações particulares dos pontos.

Saravá Zambi, Olurum, Deus..........
Saravá os Sagrados Orixás........
Saravá Umbanda.....



Diga não a violência contra a Mulher.



Para ver as Oferendas de Oxum

clique na Imagem abaixo:


mensagensslides





 

Para ver a mensagem clique na imagem:

 mensagem  Oração de OXUM
   


Dia: Sábado

Cores: Amarelo – Ouro

Símbolo: Leque com espelho (Abebé)

Elemento: Água Doce (Rios, Cachoeiras, Nascentes, Lagoas)

Domínios: Amor, Riqueza, Fecundidade, Gestação e Maternidade

Saudação: Eri Yéyé ó!

Na Nigéria, mais precisamente em Ijesá, Ijebu e Osogbó, corre calmamente o rio Oxum, a morada da mais bela Iyabá,

a rainha de todas as riquezas, a protectora das crianças, a mãe da doçura e da benevolência.

Generosa e digna, Oxum é a rainha de todos os rios e cachoeiras. Vaidosa, é a mais importante entre as mulheres da cidade

, a Ialodê. É a dona da fecundidade das mulheres, a dona do grande poder feminino.

Oxum é a deusa mais bela e mais sensual do Candomblé. É a própria vaidade, dengosa e formosa, paciente e bondosa,

mãe que amamenta e ama. Um de seus oriquis, visto com mais atenção, revela o zelo de Oxum com seus filhos:

O primeiro filho de Oxum chama-se Ide, é uma verdadeira jóia, uma argola de cobre que todos os iniciados de

Oxum devem colocar nos seus braços.

Oxum não vê defeitos nos seus filhos, não vê sujidade. Os seus filhos, para ela, são verdadeiras jóias, e ela só consegue ver seu brilho.

É por isso que Oxum é a mãe das crianças, seres inocentes e sem maldade, zelando por elas desde o ventre até que

adquiram a sua independência.

Seus filhos, melhor, as suas jóias, são a sua maior riqueza.

Características dos filhos de Oxum

Dão muito valor à opinião pública, fazem qualquer coisa para não chocá-la, preferindo contornar as suas diferenças com habilidade

e diplomacia. São obstinadas na procura dos seus objectivos.

Oxum é o arquétipo daqueles que agem com estratégia, que jamais esquecem as suas finalidades; atrás da sua imagem doce esconde-se

uma forte determinação e um grande desejo de ascensão social.

Têm uma certa tendência para engordar, a imagem do gordinho risonho e bem-humorado combina com eles. Gostam de festas,

vida social e de outros prazeres que a vida lhes possa oferecer. Tendem a uma vida sexual intensa, mas com muita discrição,

pois detestam escândalos.

Não se desesperam por paixões impossíveis, por mais que gostem de uma pessoa, o seu amor-próprio é muito maior.

Eles são narcisistas demais para gostar muito de alguém.

Graça, vaidade, elegância, uma certa preguiça, charme e beleza definem os filhos de Oxum, que gostam de jóias, perfumes,

roupas vistosas e de tudo que é bom e caro.

O lado espiritual dos filhos de Oxum é bastante aguçado. Talvez por isso, algumas das maiores Yalorixás da história do Candomblé,


Saiba mais....
Os Orixás e os Dias da Semana
Da mesma forma como encontramos uma relação entre as vibrações e os signos do zodíaco, existe também uma associação entre os orixás e os dias da semana. A cada dia há a predominância da vibração de uma ou mais entidades, podendo haver também a presença da força de uma das falanges da Umbanda.

Segunda é o dia dedicado a Omulu, Nanã, Povo da Linha das Almas e Povo da Rua (Exu, Pomba-Gira).
Terça é o dia dedicado a Ogum.
Quarta é o dia dedicado a Xangô e Iansã.
Quinta é o dia dedicado a Oxóssi, Ossâim e Linha do Oriente.
Sexta é o dia dedicado a Iemanjá.
Sábado é o dia dedicado a Oxum e Oxumarê.
Domingo é o dia dedicado a Oxalá e Ibeijada.


Salve Oxum.

Tópicos relacionados.
Oferendas de Oxum.
Novo Site.
Clique na imagem para ver.



Nos Domínios de Mãe Oxum
Um banho de cachoeira para um umbandista é de extrema importância, purifica o corpo físico, elimina as forças negativas e nutre toda a aura com a energia positiva. São nesses locais que recebemos as energias necessárias para o equilíbrio da matéria e do espírito; entramos num estado de harmonia e paz com o nosso eu e o astral superior.







Ebó para Iansã trazer alegria e energia para sua vida


Oyá é a Orixá mais dinâmica e vibrante entre as Iabás. Para conectar-se com essa profusão de alegria, faça os ebós sugeridos. Repita o processo do ebó, que envolve banhos e oferendas por pelo menos 3 vezes. Existem situações crônicas que não se mudam da noite para o dia. Mas Iansã com certeza irá ajudá-lo a iniciar em rumo a essas mudanças.


Ebó para renovação e alegria sobre a vibração de Oyá

9 laranjas inteiras, sem dscascar(bem cor de laranja forte)
81 cravos da índia
9 pedaços de pau de canela
9 pedaços pequenos de gengibre
9 velas laranja
9 rosas (coral ou laranja) corte os caos, deixando 3 dedos.
1 garrafa de champanhe rosada
folhas de bambu
9 colheres de sopa de mel
9 colherinhas bem pequenas de café de dendê.
1 alguidar número 3

Lave o alguidar, passe os elementos no corpo de cima para baixo, sem voltar com o mesmo e vá colocando no alguidar previamente forrado com folhas de bambú, na seguinte forma:

Laranja, gengibre, rosa, canela. Os 81 cravos devem ser espetados 9 em cada laranja. Regue as rosas com mel e as laranjas com dendê.
Abra a champanhe e derrame um pouco dentro do alguidar e o restante em volta do mesmo. Acenda as velas em volta, circulando o alguidar.


Entregue em um pé de bambú, pé de cana, ou em uma pedra em bosques.
Faça na lua cheia se estiver muito desvitalizado e estiver precisando agir.
Mas pode ser feito também na crescente, evite a lua nova e não faça de jeito nenhum na minguante. Faça o banho de descarrego 1 dia antes de fazer a oferenda.


Banho de descarrego de Iansã
3 litros de água bem quente, apague e coloque folhas de bambu, catinga de mulata, e 9 cravos da Índia. Se for filho do Orixá, pode usar da cabeça para baixo, se for filho de outro orixá use do pescoço para baixo.


EBÓ PARA IANSÃ
Oferenda para saúde e prosperidade sob a vibração do Orixá Iansã.

1 alguidar,
9 milhos verdes cozidos,
9 folhas de louro,
9 colheres de sopa (bem cheias) de mel,
9 Moedas,
9 taças de água mineral com mel
9 velas coral, laranja, rosa ou amarelo escuro
9 velas brancas
1 caixa de fósforo


Antes de iniciar o preparo:
Tomar um banho com 2 litros de água e folhas de bambu, do pescoço para baixo, ou de cabeça caso seja filho de Iansã e já tenha sido iniciado.
Vestir roupas limpas e claras.
Acender 1 vela branca comum para seu anjo da guarda e ......

Continue lendo o Texto:

Clique aqui








COMIDAS RITUALÍSTICAS DO ORIXÁ XANGÔ
AMALÁ COMPLETO
Material Necessário:
12 Quiabos,
1 Litro de Mel,
Azeite-de-Dendê,
Água,
Carne de Peito

Maneira de Fazer:
Cortam-se os quiabos em pedacinhos bem pequenos, depois tempera-se com cebola ralada, camarão seco socado e azeite-de-Dendê. Cozinha-se bastante e depois mistura-se com rabada, ou carne de peito cozidos, cortadas em pedacinhos.


ABARÁ:
Serve esta comida para Xangô e Iansã. Coloca-se o feijão-fradinho em vasilha com água até que a casca saia do grão ralando-se depois na pedra com cebola e sal, com um pouco de azeite de cheiro, mexendo-se tudo com uma colher de madeira.


ABARÉM:
O milho usado para essa comida, é preparado como se faz para o acassá, fazendo-se depois umas bolas, que são enroladas em folhas de bananeira, aproveitando-se a fibra que se retira do tronco para atar o abarém.

AJEBO OU AJEBÓ
XANGÔ AYRA
É feito com seis ou doze quiabos cortado em "lasca", batido com três clara de ovos até formar um musse, regado com gotas de mel de abelha e azeite doce. Colocado em uma gamela forrada com massa de acaçá ou pirão de farinha de mandioca, ornado com doze quiabos inteiros, doze moedas circulante, doze bolos de milho branco e seis Orobôs.
A mesma oferenda pode ser oferecida a outras qualidades de Xangô, todavia acrescenta-se azeite de dendê e substitui os doze bolos de milho branco por doze acarajés.


CARURU
Dá-se para os Beijes e Xangô. No preparo desta comida, usa-se a mesma receita do efó, podendo ser feito de quimbobôs (quiabos), cortados bem finos, mostarda ou taioba, de óio ou outras gramíneas, como sejam as folhas dos arbustos conhecidos por unha de gato, bertalha, bredo de Santo Antônio", capeba, etc. O caruru é ingerido com acassá ou efun (farinha de mandioca).


ECURU:
Preparado o feijão-fradinho, como se faz com o acarajé, ou milho verde, coloca-se pequena quantidade em folhas de bananeira, como se faz no acassá, e cozinha-se em banho-maria.
Pronto o ecuru, isto é, cozido, a sua massa é diluída no mel de abelhas ou num pouco de azeite de cheiro.

OGUEDÉ:
É feito com a banana da terra, frita no azeite de cheiro.

EFUN OGUEDÉ:
É feito com banana de São Tomé, não muito madura, descascada, cortada em fatias e colocadas ao sol para secar. Dias depois é pisada no pilão, passando-se na peneira, obtendo-se a farinha chamada "efunoguéde".


OLUBÓ
Descasca-se e corta-se a raiz da mandioca, em fatias muitos finas, que são postas a secar no sol. No dia seguinte, estas fatias são levadas ao pilão e aí trituradas e passadas em peneira ou urupema. Derramada água a ferver sobre o pó, produz o alubó, espécie de pirão.


ROBÓ:
Corta-se o inhame em pequenos pedaços, leva-se ao fogo com água temperando-se depois com o efó.
Comida de Xangô, XANGÔ
quinta-feira, 29 de julho de 2010
Comida de Xangô
Amalá - feito com carne de peito ou rabada bem cozida e desfiada com a mão, mostarda (verdura) cozida no bafo da carne, seis bananas prata, uma maçã verde, pirão de farinha de mandioca bem cozido um pouco de dendê e seis folhas de mostardas para enfeitar o a gamela que deverá ser pintada de vermelha e branca.

As frutas: abacaxi, maçã verde, banana, mamão, melão, fruta-do-conde
marmelo melancia, abiu, abricó, caqui


Comida, Oferenda, Adimu, Agrado a Xangô. É fácil preparar uma comida de Orixá, mas sempre siga atitudes básica na hora do preparo e na hora de Oferecer a comida de Xangô.

1- sempre esteja de corpo limpo e a mente ligada só a coisas boas e ao orixá.

2- se possível peça para alguém já iniciado dentro do Santo, para lhe orientar na hora de fazê-lo.

3 – nunca peça nada de ruim ao Orixá, peça sempre coisas boas e principalmente Xangô é um orixá ligado diretamente a caso de justiça, casos de dívidas, guerras etc. Então é muito importante saber o que está precisando realmente ou o porque você está fazendo esta oferenda.

Obs: Não adianta pedir para o Orixá Ogun que lhe dê um amor, pois Ogun é um orixá Rústico (violento e pouco maliável), que no caso sim seria para pedir ao Orixá Oxun (que é doce, encantadora, amável) que lhe de amor em sua vida. Entenda bem, pedir amor não significa pedir uma pessoa em particular para o Orixá. Evite pedir certo tipos de coisas para o seu orixá, lembre-se ele é sagrado.

Amalá para Xangô.
Ingredientes da comida de Xangô:
- 500gr. de quiabo
- 01 rabada cortada em doze pedaços
- 01 cebola
- 01 vidro de azeite de dendê
- 250g. de fubá branco

Modo de preparar o Amalá de Xangô: Cozinhe a rabada com cebola e dendê. Em uma panela separada faça um refogado de cebola dendê, separe 12 quiabos e corte o restante em rodelas bem tirinhas,
junte a rabada cozida .Com o fubá, faça uma polenta e com ela forre uma gamela, coloque o refogado e enfeite com os 12 quiabos enfiando-os no amalá de cabeça para baixo.


— 1 dúzia de bananas (nanica ou maçã — não pode ser caturra);
— 1 Malzbier;
— 6 charutos;
— 3 cravos brancos;
— 3 cravos vermelhos;
— 6 velas marrons;
— 1 folha de papel de seda marrom;
— 1 folha de papel de seda branca;
— 1 caixa de fósforos;
— mel.

Todos os ingredientes devem ser novos, principalmente os fósforos.

Vá a uma pedreira e sobre uma pedra arrume as duas folhas de papel manteiga como se fossem duas toalhas sobrepostas, e disponha os ingredientes de maneira harmoniosa. Despeje o mel por cima de todos os elementos. Enquanto prepara a oferenda faça uma Oração a Xangô, fazendo seus pedidos, e já agradecendo pelo atendimento destes.
_____________
Ajebó ou Ajabó para Xangô

Ajebó para abertura de caminho profissional

Material:

44 quiabos com a ponta bem retinha

1 vasilha branca de ágata ou porcelana

1 copo de Mel de abelhas

1/2 copo de azeite de oliva

1 copo de água

12 tiras de papel com seu nome de batismo escrito a lápis com letra de forma.

1 papel com seus pedidos à Xangô

12 moedas correntes ( lavadas e secas )

1 vela de sete dias branca

Modo de preparo:

Lave bem os quiabos e seque-os, corte a pontinha e a cabeça de 32 quiabos, sendo que a cabeça do primeiro quiabo deve ser colocada entre as sombrancelhas ( no terceiro olho, o quiabo ficará grudado pela própria baba que sai, fique com ela colada até terminar o ebó)a seguir corte os 32 quiabos emrodelinhas bem finas e coloque dentro da vasilha, junto com as 12 tiras de papel, adicione o mel, a água e o azeite,com a mão direita você começará a bater o quiabo como se estivesse batendo ovos para omelete, bata até que fique cheio de bolhas.Coloque a carta em baixo da pasta formada, enfeite com os 12 quiabos, deixando a pontinha para fora, ponha as moedas próximas ao quiabo,acenda a vela saudando Xangô e fazendo seus pedidos, retie a cabeça do quiabo grudado no rosto e coloque no centro da vasilha, com a parte que gruda para cima. Deixe por três dias e despache
......

Continue lendo o texto;

clique aqui








Os Filhos de Omolu

Características dos filhos de Obaluaiê/Omolú

Os filhos de Omolú são pessoas extremamente pessimistas e teimosas que adoram exibir os seus sofrimentos, daqueles que procuram o caminho mais longo e difícil para atingir algum fim.

Deprimidos e depressivos, são capazes de desanimar o mais optimista dos seres; acham que nada pode dar certo, que nada está bom. às vezes, são doces, mas geralmente possuem manias de velho, como a rabugice.

Gostam da ordem, gostam que as coisas saiam da maneira que planearam. Não são do tipo que levam desaforo para casa e se se sentirem ofendidos respondem no acto, não importa a quem. Pensam que só eles sofrem, que ninguém os compreende. Não possuem grandes ambições.

Podem apresentar doenças de pele, marcas no rosto, dores e outros problemas nas pernas. São pessoas sem muito brilho, sem muita beleza. São perversos e adoram irritar as pessoas; são lentos, exigentes e reclamam de tudo.

São reprimidos, amargos e vingativos. É difícil relacionar-se com eles. Parece que os filhos de Omolú são pessoas que possuem muitos defeitos e têm várias, e uma qualidade pode compensar qualquer defeito: são extremamente prestáveis e trabalhadores. São amigos de verdade.



Características dos filhos de Omulú
Os filhos de Omulú são pessoas que não conseguem viver satisfeitas mesmo quando tudo vai bem para elas. Podem até atingir uma boa situação material e um belo dia, rejeitar tudo, por causa de certos escrúpulos imaginários. São pessoas que, em certos casos, se sentem capazes de consagrar o bem-estar aos outros, fazendo completa abstracção dos seus próprios interesses vitais.É possível a auto punição dos filhos de Omulú, principalmente nos seus casamentos, pois não é raro apaixonarem-se por pessoas extrovertidas e sensuais, que ocupam naturalmente o centro do palco, reservando ao parceiro um papel mais discreto. Gostam de ver a pessoa amada brilhar, porém invejam-na, vivendo com muita insegurança.Os filhos de Omulú, cultivam a sua individualidade, são austeros e causam medo aos outros. São irónicos, secos e por vezes discretos.



São pessoas que ocultam sua individualidade sob uma máscara de austeridade. Têm muita dificuldade em se relacionar, pois são muito fechados e de pouca conversa.Geralmente apaixonam-se por pessoas totalmente diferentes de si próprias, isto é, por figuras extrovertidas e sensuais. Gostam de ver o ser amado brilhar, embora o invejem. Os filhos de Obaluaiê são irônicos, secos e diretos. Não são pessoas de levar desaforos para casa e nem de falar pelas costas.Odeiam fofocas e vulgaridades do gênero.A solidão é muito peculiar a essas pessoas, devido à sua própria personalidade. Não se sentem satisfeitos quando a vida corre normalmente, precisam mostrar seu sofrimento, exagerando, muitas vezes, nesse tipo de comportamento. São pessoas firmes e decididas, que lutam para conseguir seus objetivos.Geralmente, não sentem 
.....

Continue Lendo o texto,

Clique aqui










Quem Somos
Orações diversas
Orações em vídeos
Lavagem do Bonfim
Ervas dos Orixás.
Dicas de Banho de descarrego
Oferendas a Xangô
Pontos riscados
Guias e seus trabalhos
A força da pomba-gira.
Oferendas de Caboclo.
Buscando o meu Orixá.
Artigos de Umbanda.
Farofas de Seu Zé.
Benzimento.
Dicionário da Umbanda.
Jogo de Búzios.
Baralho Cigano.
Mensagens de Fé e Otimismo.
Religiões, linhas Sagradas
Assistência
Amaci.
Banhos Ciganos
Padê de exu
Oferendas
Oração de Caboclos
Quedas e Fracassos de um médium.
Preto-velho.
Pontos Mp3 Guias
Mensagem de Preto-velho
Livro de Visitas
Homenagem a Ogum
Histórias de Oxumarê.
Histórias de Ewá.
Histórias de Oxossi
Histórias de Exú
Lendas de Yansã
Lendas de Exu.
Orixá Tempo.
Lendas de Xangô.
Lendas de Ibeji
Ogum Xoroquê
Pai joaquim de angola

Baianos no terreiro.
Vestes na Umbanda
Ossaim
Maria Mulambo
Simpatias Ciganas
Amuletos & talismãs.
Dividindo com você.
Preces e orações de Preto-velhos.
Incensos.
Umbanda não faz milagre. Faz caridade
Salmos
Pontos Cantados
Pedir não é cobrar.
ATUAÇÃO dos preto-velhos.
Oferendas de Oxum.
Oferendas de yemanjá.
ORIXÁS
lendas de Nanã Buruke
Textos de Auto ajuda
Textos de Umbanda
Bezerra de Menezes
Zé Pilintra
Logun Edé
Pontos Cantados II
Pomba Giras
Exu
PRETO VELHO
Caboclos.


r11





Ao mestre com carinho

Oração a Pai João de Angola

Ogum

Oxum

Yansã

oracões

Xangô

Yemanjá

Oxossi

Oxalá

Oxumarê

Preto-velhos

Caboclos

Boaideiros na Umbanda

Baianos na Umbanda

Marinheiros

Pomba Gira

Maria Padilha

Oração de exu

Banhos de descarregos

Pontos Riscados de Exu

História de Rei Congo

Maria Redonda

Pontos Cantados diversos

Pontos Cantados Orixás

Galeria de Videos

Mensagem do Sr. Zé Pilintra

Pai José da Guiné

Exu Capa Preta

Exu 7 encruzilhadas

Exu Morcego

Mensagem de Pai joão de Angola

Histórias de Vovó Luiza

Atribuição dos Preto-velhos

Ogum Rompe Mato

Ogum Yara

A história de vovó Benedito

Oferenda de Oxum

Oferenda a Xangô

Oferenda de Ogum

Oferenda de oxossi

A Mediunidade, os orixás e os caboclos

Orações Diversas

Os filhos de Omulu

Mensagens de Natal

Porque os exus riem

Cigano Pablo

Cigana Esmeralda

Mensagem de Ogum

Altar virtual

Altar Virtual dos Orixás

Altar dos Preto-velhos

Altar de Nossa Senhora

Altar de ogum

Altar de Oxum

Altar de Exu

Videos de preto-velhos

Descubra o seu Orixá

Livro de Visitas

Livro de Visitas 2

10 erros cometidos por médiuns

A tristeza dos Orixás

Altar na umbanda

Amor palavra de ordem na gira

As falanges de trabalhos na umbanda

Assistência

Atitudes interiores

Bandeira branca de Oxalá

Cantos e palmas num terreiro

Como acontece a gira

Como ler ouvir observar e saber se aquilo é certo

Conduta Moral

Conduta no terreiro de umbanda

Conflitos

Conflitos Familiares

Cores e a umbanda

Cumprimentos e posturas

De olho Fechados

Deus não te Fez para sofrer

Deus salve a Umbanda

O dia de Finados na Umbanda

ELEMENTOS DO TERREIRO DA UMBANDA

Entendendo a inveja

ESPIRITUALIDADE E CONSCIÊNCIA

Expressões usadas na Umbanda

Exu não é fofoqueiro

Exu não é o diabo

Falta de doutrina e comprometimento

Faz caridade fio

Faz o bem sem ver a quem

Fumos e Bebidas

Fundamentação doutrinátoria

Guias e Colares

Hierarquia na Casa de Umbanda.

Humildade

Jogaram uma carga pesada pra cima de mim

Linha de Esquerda: "Exu e ´Pomba-Gira"

Mediunidade na Umbanda

Mediunidade, um passo de cada vez

Mensagem de Caboclo 7 Flexas

MIRONGA DE PRETO VELHO

NÃO ABANDONES O TEU POSTO DE SERVIÇO

Normas dos terreiros

Nossos Umbigos

O maior inimigo da Umbanda

O pequeno universo do umbandista

O Perdão Não tem Contra-indicação

O templo que vos acolhe

OBRIGAÇÕES NA UMBANDA

Obrigado, vovô

Oração do umbandista

Orixá de Cabeça

Os Caboclos na Lição de Pai João

Os médiuns são Parceiros

Os Orixás se Manifestam em Nós e Através de Nós!

Os perigos e conseqüências da mediunidade mal orientada


Página inicial textos de Umbanda

Clique aqui.














"Que ogum te abênçoe hoje e sempre....


 
                              
          

 



Os textos apresentados na sua maioria foram retirados , da internet. Esse é um espaço onde colocamos diversos pensamentos e o nosso principal objetivo é a divulgação da nossa Umbanda. Quando algum texto for de autoria do Centro Pai João de angola, o responsável será indicado; da mesma forma que fazemos com outros autores que não têm vínculos com a nossa casa... Comunicado Importante: Este é um Site totalmente gratuito, sem fim comercial ou lucrativo. Algumas imagens e informações provêm de outros sites na internet. Caso você seja o detentor do Copyright de qualquer uma delas, e deseje que ela seja retirada, por favor, é só nos mandar uma mensagem citando o nome e a localização para sua remoção imediata. Não temos o objetivo de nos apropriar de informações alheias tomando-as como nossa, pelo contrário, sempre que possível, colocaremos o nome do autor abaixo do título para deixar bem claro que a intenção é de divulgar a Umbanda através de textos bem elaborados e esclarecedores. Saiba que o Centro Pai João de Angola está isento de qualquer responsabilidade.







  Site Map