Banho de defesa espiritual para diversos fins

Banho de defesa espiritual para diversos fins

O banho de defesa espiritual pode ser feito com:

15 folhas de louro verde

2 rosas vermelhas

10 gramas de alecrim

1 folha de espada de São Jorge

Coloque todas as ervas e pétalas em 3 litros de água fervente, desligue o fogo, abafe com uma tampa e depois de frio coe. Separe as ervas depois de coadas para despachar em jardim, mata ou vaso de planta.

O banho de defesa espiritual deve ser tomado do pescoço aos pés despejando a água com o fluído das ervas.

Peça a seu anjo da guarda (orixá de cabeça) para afastar as impurezas e trazer defesa espiritual a seus caminhos.

Em seguida despache as ervas.

Quer saber mais sobre banhos?

Banho de Sal Grosso – O banho de sal grosso é um dos mais poderosos banhos de descarrego e purificador dos miasmas e larvas espirituais, arrastando todo negativismo para longe.

Banho de descarrego, banho de limpeza e banho de rosas para crianças – criança assim como um pára-raio, pode ser afetada por larvas astrais, mau olhado; ou mesmo por feitiços ou magia enviados a sua casa ou trabalho.

Conheça o poder e a proteção das sete ervas
natureza é saúde e bem estar. Todos sabem, mesmo que de forma intuitiva, que as plantas e flores naturais, além de embelezar, transmitem ao ambiente e às pessoas boas energias e ótimas vibrações. Isso acontece porque as plantas emitem e trocam energia com os ambientes e as pessoas, influenciando tudo e todos.

Cada planta ou erva tem seu poder de vibração particular e especial, mas quando combinadas entre si, podem aumentar ainda mais seus poderes e vibrações. Um exemplo bem prático são as sete ervas. Elas têm um super poder de combater as energias negativas, seja na residência ou trabalho. São formadas pelas seguintes plantas: arruda, guiné, alecrim, comigo-ninguém-pode, espada de São Jorge, majericão e pimenteira.
Um vaso com as sete ervas pode ser colocado em qualquer ambiente que se deseja proteção e limpeza energética. Coloque na sala, na porta de entrada, no hall ou varanda, na sua cozinha, na recepção ou no escritório, ao lado de sua mesa de trabalho. Porém, stes ambientes devem tem abertura para áreas externas como janelas e portas, pois estas plantas precisam de luz, sol e ar circulando.
Este vaso te dará sorte e boas energias, mas antes de usar as plantas, conheça com mais detalhes suas propriedades. Veja, abaixo, as propriedades das sete ervas e para que servem cada uma delas:
publicidade
Arruda: é umas das ervas mais poderosas para combater inveja e olho-gordo. A arruda já era conhecida e usada na antiga Grécia e Roma. Foi popularizada no Brasil pelas escravas na época na colonização. Quando colocada num ambiente, além de proteger, emite vibrações de prosperidade e entusiasmo. Podemos ter sempre um galho de arruda junto ao corpo para reter as energias negativas.
Guiné: em um ambiente tem o poder de criar um “campo de força” de proteção, bloqueando as energias negativas e emitindo vibrações otimistas. Atrai sorte e felicidade. Cria uma energia de bem-estar nos ambientes.
Alecrim: é uma erva que tonifica as pessoas e os ambientes. É considerado também um poderoso estimulante natural, favorecendo as atividades mentais, estudos e trabalho. Favorece e fortifica o ânimo e vitalidade das pessoas. Agindo em conjunto com arruda, “segura” as energias de inveja, mau-olhado e fofocas.
Comigo-ninguém-pode: o nome da erva já diz tudo. Afasta e quebra todas as energias negativas dos ambientes. Em uso conjunto com espada de São Jorge quebra feitiços, magia e mau-olhado. Além deste super poderes é uma planta muito bonita para qualquer ambiente.
Espada de São Jorge: por causa de suas folhas pontudas é facilmente associada ao poder de cortar as energias negativas, a inveja, olho-gordo, magia, etc. Alguns dizem que espanta os maus espíritos. Ao cortar as energias negativas, a erva atrai coragem e prosperidade.
Manjericão: Além do delicioso sabor que passa como tempero da cozinha italiana, o manjericão, quando exposto num ambiente, tem a propriedade de acalmar e trazer paz de espírito a todos. Ao acalmar as tensões, afastamos os pensamentos negativos e nuvens negras.
Pimenteira: esta planta combate as energias pesadas e ariscas. É uma planta de vibração estimulante, afrodisíaca, tonificante e atrai boas energias para o amor.
Estas plantas são encontradas em floriculturas, feiras ou lojas de plantas.

Banhos de Descarregos

A Utilização dos Banhos
A orientação e o uso das ervas são atribuições dos guias espirituais, das entidades e dos orixás, através dos Chefes de Terreiros (Pais e Mães de Santo). Os banhos de ervas, são classificados normalmente em três tipos: Banho de Descarga, Banho de Ritual e o Banho de Iniciados.
Vejamos aqui cada um deles :

BANHOS DE RITUAL
É o banho de incorporantes (médiuns de incorporação). Esses banhos tem a função de estimular os fluídos da mediunidade, ativando, revitalizando as funções psíquicas para uma excelente trabalho de ritualização dos Guias Espirituais e é também recomendado para ativar e afinizar as forças dos Orixás, Protetores de Cabeça e do Anjo da Guarda.

BANHOS DE INICIADOS
Este tipo de banho deve ser utilizado nos centros e terreiros de Umbanda por seus aparelhos, médiuns, iniciantes ou não dentro da Lei da Umbanda. Ele propicia o equilíbrio entre a aura do corpo mental e a aura do corpo astral. Equilibra, de maneira satisfatória, a incorporação das Entidades em seus aparelhos mediúnicos (filhos-de-santo).
É um banho para ser usado com muito critério e cautela, pois para cada tipo de Entidade Espiritual é destinada uma planta ou várias plantas, num conjunto ritualístico.
Um exemplo de banho de iniciados é o BANHO DE AMACI, aqui especialmente tratado.

BANHO de AMACI

É o banho mais conhecido pelas pessoas que começam a freqüentar os Centros de Umbanda e que somente deve ser preparado por uma Entidade Espiritual ou pelo Guia Chefe do Terreiro, Pai/Mãe-de-Santo, Zelador(a) do Terreiro, Babalaô ou Chefe de Culto.
É o banho que pode ser preparado da cabeça aos pés, ou simplesmente da cabeça, porque é preparado de acordo com o Santo, Orixá protetor do filho, iniciante na Umbanda. O banho de amaci é próprio para a cabeça onde reside o nosso Santo Protetor, nosso Guia Espiritual. Só podem tomar o banho de amaci aqueles que forem freqüentar e desenvolver-se na gira de Umbanda, no Centro ou Terreiro. O próprio adepto não deve nunca prepará-lo e nem tomá-lo em casa; existe todo um ritual para que seja feito o amaci da Umbanda, isto é, ervas selecionadas de acordo com o Santo do Iniciante, bem como dia e hora apropriados, e demais requisitos que o banho exige.
OBSERVAÇÕES SOBRE OS BANHOS DE ERVAS
Todos os banhos de descarga devem ser tomados do pescoço pra baixo; só se deve jogar o banho na cabeça quando for indicado pelo Orixá Chefe do Terreiro, ou autorizado pelo Babalaô ou Mãe de Santo. As folhas que caem dos banhos de ervas devem ser recolhidas e despachadas (jogadas) nos locais apropriados; em geral, vasos grandes de plantas, jardins, num rio ou mata, mas nunca no lixo e nem nas ruas. Há banhos para todos os Orixás e Entidades e sempre que tiver dúvida consulte-os ou consulte um Pai ou Mãe de Santo sobre o banho a ser tomado. Muitos banhos tem dia e hora para tomar, portanto, consulte um Pai ou Mãe de Santo se tiver dúvidas.

Banhos Específicos:

Descarrego:
quando nos sentimos muito irritados ou extremamente desanimados

– 3 galhos de arruda

– 3 galhos de guiné

– 3 galhos de alecrim

– 1 espada de São Jorge

– 1 folha de comigo-ninguém-pode

– fumo de corda

– palha de alho.

Av. Dona Sofhia Rasgulaeff 177.
Jardim Alvorada/ Maringá /Paraná
Telefone: (44) 3034-5827 (44) 99956-8463
Consultas Somente com Hora Marcada.
Atendimento: de Segunda a sexta-feira
Das 09:00 as 19:00 horas.
Não damos consultas:
via whatsapp ou via E-mail.

Esta entrada foi publicada em Banhos de descarregos. Adicione o link permanente aos seus favoritos.