Velas e bebidas

VELAS ENTIDADES
BRANCA OXALÁ – IEMANJÁ
VERMELHA OU AZUL ESCURO OGUM
VERDE OXOSSI
MARROM XANGO
PRETA/BRANCA OBALUAÊ – PRETOS VELHOS
AZUL CLARO OXUM
LILÁS NANA BORUQUE
AMARELO OURO IANSA
ROSA CLARO/AZUL CLARO BEIJADA (CRIANÇAS)
SETE CORES POVO CIGANO
VERMELHA/PRETA POMBO-GIRAS (OU POMBA-GIRAS)
PRETA EXÚS
As bebidas, também são de acordo com as entidades, cada uma usa um tipo de bebida e suas variantes, como vemos abaixo:
TIPO DE BEBIDA ENTIDADE
Água Mineral Oxalá – Iemanjá – Oxum – Nanâ Boruquê – Obaluaê
Cerveja Amarela Ogum – Alguns Exus Malandros
Cerveja Escura Xangô
Vinho Tinto Doce Oxossi – Caboclos – alguns Pretos-Velhos e algumas Pombo-Giras e Povo Cigano
Café Pretos-Velhos
Guaraná, Soda Limonada Fanta Uva ou Grapete Beijada (Crianças)
Champanhe Iemanjá, Iansã, alguns Ciganos, Pombo-Giras
Martini Pombo-Giras e alguns Ciganos
Vodka Ciganos
Sangria Ciganos
Licores de Menta, Anis Algumas Pombo-Giras e alguns Ciganos

Tirar os sapatos
Os escravos, mesmo os que serviam de criados na Casa Grande, ainda que fossem uniformizados, não podiam usar sapatos. Os pés descalços eram um símbolo de usa condição “inferior”.
Os negros quando libertos, assim que podiam compravam um par de sapatos, uma demonstração (dentro dos valores da sociedade branca) de sua nova condição.
Entretanto, quando entravam em seus espaços sagrados, seus templos, pequenas Áfricas, deixavam aquele símbolo (os sapatos) na entrada. Afinal, estavam em solo africano (pequena África), ali os valores da sociedade branca nada significavam.
É claro que tem também a ver com respeito ao solo sagrado, acredito, mas essa outra perspectiva é muito interessante.

ACENDER VELAS

A vela acesa dentro do terreiro tem o objetivo de movimentar ou colocar em ação a “energia ígnea”, tal qual o charuto aceso, o alguidar com álcool, o carvão…
A Umbanda, na sua essência e por ser mágica, trabalha com os elementos da natureza: – água, ar, terra, fogo, mineral, vegetal e mineral.
A energia ígnea além de transmutar é também um condutor energético. Esta energia é fundamental ao equilíbrio mental no campo da razão. A absorção dela é vital para que alcancemos um ponto de equilíbrio em todos os sentidos da Vida. Assim como cada substância tem seu ponto de equilíbrio, medido em graus Celsius ou Fahrenheit, nós também temos esse ponto. e dependendo da absorção dessa energia ígnea, tanto podemos acelerar quanto paralisar nosso racional, deixando de usar a razão e recorrer à emoção ou aos instintos. O uso religioso das velas justifica-se porque quando as acendemos, elas tanto consomem energias do plana quanto o energizam, e seus halos luminosos inter penetram as sete dimensões básicas da vida, enviando a elas suas irradiações ígneas e consequentemente nossos pedidos feitos.

  • Av. Dona Sofhia Rasgulaeff  177.
    Jardim Alvorada/ Maringá /Paraná
    Telefone: (44) 3034-5827 (44) 99956-8463
    Consultas Somente com Hora Marcada.
    Atendimento: de Segunda a sexta-feira
    Das 09:00 as 19:00 horas.
    Não damos consultas:
     via whatsapp ou via E-mail.

 

Esta entrada foi publicada em Textos de Umbanda. Adicione o link permanente aos seus favoritos.