Caboclo Águia Branca

Caboclo Águia Branca

Caboclo Águia Branca
De acordo com suas palavras ele é o chefe da falange dos índios Peles-vermelhas. Costuma dizer que é do tamanho de uma montanha e é grande para que os seres possam aproveitar suas sombras, e ali descansarem de suas busc…as e refletirem para a continuidade.

Gosta de fazer trabalhos na linha de cura, receita muitas ervas, frutas e trabalha com um ponteiro feito de osso o qual passa nas pessoas como se fosse uma espécie de bisturi.

Trabalha também nos sete corpos dos consulentes e afirma que ás vezes alguns destes corpos apresentam buracos por onde energias densas canalizam e penetram, deixando-os energeticamente fracos.Pertence ou pertenceu à fraternidade branca, e suas atitudes sempre são solenes, digna, pura e serena. Só fala com o propósito definido de favorecer, aconselhar e remediar. Tem fina presença e perfeita obediência às leis da saúde e jamais

se aborrece por algo. Habita um certo vale ou desfiladeiro, mais propriamente como se fosse uma desembocadura no astral, onde existem pequenas ocas para se fazer oferendas de flores e frutos, queimar cânfora e cantar mântras.

Ocupa o mental dos médiuns (cavalos) para ajudar pessoas ou emitir uma onda especial de bênçãos. Atua no mundo todo por meio de enorme corrente de energia com o qual influem nos corpos causais de milhões de seres. Esta sempre a serviço dos planos de Deus (Manitú) .

Explica que para chegar a Manitú existem três entradas;

1 – Saber

2 – Trabalhar

3 – Orar

E que aqueles que esperam no lado externo podem entrar por qualquer delas.

Diz que há montanhas muito altas para se alcançar. Pensamentos e sentimentos indesejáveis devem ser eliminados. Afirma que quando chamados, os seres humanos devem se movimentar rapidamente.

Fala pausadamente, ás vezes de forma errada. É um caboclo de Oxossi e, com pausa, diz que palavras ociosas formam uma atmosfera que repele boas influências. Fala que o humano com as palavras constrói o seu ambiente, e neste ambiente é que vive. Vontade e pensamento acompanham as palavras. Também diz que todos devemos carregar um colar, pois o mesmo fortemente magnetizado e com um determinado propósito (lei) será de inestimável ajuda, e a tarefa do caminho é árdua e qualquer ajuda agradaria. O objetivo dos espíritos é favorecer a evolução, gosta da cura do corpo e pede às pessoas para que não esqueçam da vigilância da conduta.

Gosta de mântras, e diz que equivale à nossa palavra magia, e que são resultados do ocultismo prático. Diz que som é ondulação no ar, e isto põe tudo em movimento.

Seu ponto riscado contem uma estrela de cinco pontas, que de acordo com suas explicações sintetiza em si muitos mistérios sagrados, e irradia também o inconsciente coletivo, e foi absorvida pela umbanda a serviço dos Orixás tronando-se um símbolo universal.

As flechas indicando direcionamento e sentido, o circulo que diz simbolizar terra , água, fogo e ar em um só, significando o alto, o embaixo, a direita e a esquerda.

Diz que qualquer magia tem que possuir sintonia em três níveis;

1 – Orixá.

2 – Guia.

3 – Médium.

Só assim, com elos da corrente, a segurança é total, e chama isto de pára-raios cósmico. Fala que é um executor dos pensamentos do senhor Manitú. Se utiliza da palavra, e pela palavra plasma o pensamento na matéria, e diz que é a força da palavra dentro da lei.

Cito algumas ervas e frutas indicadas bem como para que servem, mas com um pitoresco caso a contar:

Quando o senhor Águia Branca se utilizou deste cavalo a primeira erva que o mesmo indicou a um consulente, foi chá de arruda. Ao final das consultas, bastante preocupado, pois se o cheiro de arruda é terrível imaginem o gosto. Fui conversar com meu pai de santo, e simplesmente ouvi o seguinte:

Se fosse você Fulano que indicasse o chá, eu mandaria não tomar, mas como foi um espírito nada temos ha temer.

Dito e feito, a posterior soube que o medicamento evita sangramentos tendo o consulente confirmado que tudo estava bem.

Ervas e Frutas

1. Arvore Casta : desordens menstruais, cisto, dores no seio, tensão menstrual.

2. Chapéu de Couro: ácido úrico, gota.

3. Cava Cava: insônia.

4. Garra do Diabo: reumatismo.

5. Castanha da Índia: pernas cansadas, varizes.

6. Unha de Gato : sinusite, amídalas.

7. Copaíba: bronquite

8. Alho: colesterol.

9. Morango: tifo, acido úrico, infecções no fígado.

10. Banana: prisão de ventre.

11. Maça: para o cérebro.

12. Mamão: asma, diabete.

13. Semente de melancia torrada: aplicada em feridas acalma a dor.

14. Pêra: tiróide.

15. Alcachofra: anemia.

16. Lentilha; dores de cabeça.

17. Losna: catarros, cólicas, bafo na boca.

18. Cebola : fígado, intestino, vias respiratórias.

19. Espinafre: fadiga, pressão alta.

20. Tomate: ossos, dentes, intestino.

Afora algumas simpatias para diabetes, parar de beber, gripe, inveja, bronquite, ervas dentro do travesseiro para tirar dor, em fim citar mais seria muito longo.

Como curiosidade, o significado do nome Águia Branca:

Águia – pessoa dotada de grande talento.

Branca – clã, grilheta.

Clã – chefe supremo.

Grilheta- anel de ferro na extremidade de uma corrente.

Diz também que trabalha na umbanda por que é um ritual de liberdade, protesto e reação à opressão.

Eis Senhor Águia Branca, pai e amigo. Muita luz.

OKÊ CABOCLO

      Caboclo-Bumba-na-calunga

Dicas para Proteção, Sorte & Amor

Se você está querendo ajuda na sorte, amor, trabalho e outras situações, confira as dicas dos Orixás:

Exu é o Senhor dos caminhos e mensageiro dos Orixás. Rege a libido e a sensualidade. Para ter sua proteção, use às segundas-feiras roupas ou peças pretas, vermelhas ou estampadas e ofereça-lhe uma farofa de dendê com bife acebolado. Seus números para sorte: 1, 7 e 11.

Ogum é o Orixá do ferro e da guerra. Rege as estradas e o trabalho. Para ter sua proteção, use às terças-feiras roupas ou peças azul-marinho ou verde e ofereça-lhe um inhame kará assado regado com mel de abelha. Seus números para sorte: 2, 3, 7 e 21.

 

Oxóssi é o caçador protetor das matas. Rege a fartura de alimentos. Para ter sua proteção, use às quintas-feiras roupas ou peças verdes ou azul-turquesa e ofereça-lhe milho cozido com lascas de coco. Seus números para sorte: 4, 6 e 42.

Ossaim é o Senhor das folhas e plantas. Rege a medicina e os estudos. Para ter sua proteção, use às quintas-feiras roupas ou peças verdes e brancas e ofereça-lhe fumo de rolo com pedaços de rapadura. Seus números para sorte: 7 e 14.

Obaluaiyê ou Omolu, em sua forma velha, é o Orixá protetor contra as doenças epidêmicas e de pele. Para ter sua proteção, use às segundas-feiras roupas ou peças pretas, vermelhas e brancas e ofereça-lhe pipocas estouradas na areia de praia. Seus números para sorte: 5, 7 e 13.

Oxumarê é o Orixá do movimento, dono do arco íris. Rege a sorte e riqueza. Por ser irmão de Omolu e filho de Nanã, seu dia é a segunda-feira, por isso para ter sua proteção, use neste dia roupas ou peças nas cores verdes e amarelas e ofereça-lhe batata doce amassada em forma de “cobra”. Seus números para sorte: 7 e 14.

Oxum é a Senhora dos rios e cachoeiras. Rege a beleza e o amor. Para ter sua proteção, use aos sábados roupas ou peças amarelas, azuis ou rosas e ofereça-lhe feijão fradinho cozido com ovos cozidos. Seus números para sorte: 5, 7, 10 e 16.

Logun-edé é o jovem caçador filho de Oxóssi e Oxum. Rege o encanto e o sucesso. Para ter sua proteção, use às quintas-feiras roupas ou peças amarelas ou azuis e ofereça-lhe feijão fradinho com milho cozido. Seus números para sorte: 5 e 6.

Xangô é o Orixá do fogo, Senhor do trovão que rege a economia e a justiça. Para ter sua proteção, use às quartas-feiras roupas ou peças vermelhas e brancas e ofereça-lhe quiabo cortado em miúdos com mel de abelha. Seus números para sorte: 6 e 12.

Yansã é a guerreira dona dos ventos e raios. Rege a sedução, paixão e também os espíritos dos mortos. Para ter sua proteção, use às quartas-feiras roupas ou peças vermelhas e brancas e ofereça-lhe acarajé ou bobó de camarão. Seus números para sorte: 4, 9 e 11.

Obá é a Senhora das águas revoltas e enchentes. Rege a luta e o equilíbrio. Para ter sua proteção, use às quartas-feiras roupas ou peças vermelhas e amarelas e ofereça-lhe xinxin de galinha. Seus números para sorte: 5 e 15.

Ewá é a Dona das nuvens e chuvas. Rege os astros com todos os seus mistérios e magia. Para ter sua proteção, use às quartas-feiras roupas ou peças vermelhas, amarelas e brancas e ofereça-lhe canjica com banana-ouro. Seus números para sorte: 6 e 15.

Yemanjá é a Rainha do mar e mãe de vários Orixás. Rege a harmonia da família. Para ter sua proteção, use aos sábados roupas ou peças brancas, azuis e verde-claras e ofereça-lhe arroz com peixe. Seus números para sorte: 3, 4 e 9.

Nanã é o Orixá feminino mais velho. Rege o lodo e a lama. Para ter sua proteção, use às segundas-feiras roupas ou peças lilás e brancas e ofereça-lhe feijão roxinho cozido com taioba. Seus números para sorte: 2 e 13.

Ibeji são os gêmeos protetores das crianças e da família. Regem a alegria e a descontração. Para ter sua proteção, use aos domingos roupas ou peças azuis, verdes ou coloridas e ofereça-lhes doces ou caruru. Seus números para sorte: 2 e 14.

Oxaguiã é o jovem Oxalá guerreiro. Rege os impulsos e a determinação. Para ter sua proteção, use aos domingos roupas ou peças azuis e brancas e ofereça-lhe inhame amassado em forma de bolas, regado com mel de abelha. Seus números para sorte: 2 e 8.

Oxalufã é o senhor da criação. Rege a paz e a fraternidade. Para ter sua proteção, use às sextas-feiras roupas ou peças brancas e ofereça-lhe canjica cozida com mel de abelha coberta com algodão. Seus números para sorte: 10 e 16.

Axé!

Av. Dona Sofhia Rasgulaeff 177.
Jardim Alvorada/ Maringá /Paraná
Telefone: (44) 3034-5827 (44) 99956-8463
Consultas Somente com Hora Marcada.
Atendimento: de Segunda a sexta-feira
Das 09:00 as 19:00 horas.
Não damos consultas:
via whatsapp ou via E-mail.