Caboclo Flecheiro e as oferendas de caboclos

Caboclo Flecheiro (palavras do meu coração)


Caboclo Flecheiro

Caboclo flecheiro da pele morena pintada de sol;
A tua flecha certeira me aponta o caminho, me ajuda a desviar dos espinhos e das armadilhas me livra zunindo me guia pela noite e pelo dia.

Caboclo que vive na mata é espírito que canta, assovia a canção do vento e em seus braços serenos me faz descansar.

Caboclo quando vem da mata trabalhar, faz o coração acelerar, o sangue nas veias correr depressa e todo o corpo estremecer e balançar.

Sua presença é forte, seus passos não vacilam, seu olhar é profundo, sua voz a mais bela cantiga a nos embalar com suas palavras doces feito o mel da mata que sacia nossa fome espiritual.

Caboclo flecheiro, em tuas mãos eu deposito as minhas a fim de que me abençoes, me protejas e guie pelas longas estradas da vida que ainda haverei de trilhar, seja na Terra, ou no espaço infinito, eu conto contigo, guerreiro amigo da pele morena colorida de sol.

E na Umbanda iluminada, gira Caboclo, traz a benção da tua força, da doçura de tuas palavras sempre sábias e nos ensine a assoviar as cantigas que nos ajudem a encontrar a fé, o amor e a esperança.

Caboclo flecheiro, das matas, dos rios, das cachoeiras e do mar sem fim, caminha comigo, faz com que te ouça no canto dos pássaros, no som da nascente do rio e nas asas da águia me leva contigo para que junto a ti eu possa estar um pouco mais perto de Deus.

Características:
Um dos Caboclos mais antigos da Umbanda. A origem desta falange está nas tribos ‘bantu’ (negros originários da Angola). No Brasil, encontramos o Caboclo Flecheiro na condição de conselheiro e orientador.
Grande conhecedor das ervas e sua utilização. Pois a sua função está associada a limpeza e proteção contra as demandas e vibrações negativas. Nos trabalhos espirituais este Caboclo é excelente no exercício de “passes” , pois, por ter seu fundamento em Oxalá, torna-se uma Entidade de grande valia para manter a disciplina e a harmonia nos ambientes em que trabalha. Gosta de frutas e vinhos doces.

ORAÇÃO AO CABOCLO FLECHEIRO

Oh meu Guia, protetor e irmão. Toma sua flecha certeira e me aponte o caminho da prosperidade. Que seu brado ecoe à minha volta, livrando-me de todas as vibrações contrárias a minha felicidade. Que eu saiba perceber tua presença em minhas intuições e atitudes. Faz de mim um instrumento da alegria e da prosperidade.Meu querido e amado Caboclo Flecheiro, fiel aos seus ensinamentos, peço-te que me atenda nas minhas necessidades (faça o pedido).
Por tudo isso dou graças ao Criador e a ti confio meus caminhos.
Okê Caboclo!!

Oferendas de Caboclos.
As oferendas de caboclo são fartas e variadas, constituída de uma grande variedade
de frutas, legumes, raízes e até mesmo doces. Um elemento indispensável é a
abóbora girimum, que são recheadas com fumo de rolo e mel de abelha, oferenda de
galos, carneiros, peru e qualquer pássaro, são bem vindos e apreciados. A jurema é a
bebida sagrada, considerada o néctar dos deuses e disputada não só pelas entidades,
mas por todos os presentes.
As oferendas aos caboclos devem ser feitas em matas, beiras de rios e cachoeiras.
Oferenda para qualquer caboclo:
Material
1 alguidar
7 frutas doces
7 moedas douradas ( lavadas e secas)
7 folhas de louro
7 velas verdes
Vinho licoroso doce
1 copo de barro
1 charuto
Modo de preparo:
Passe as frutas, as moedas e as folhas de louro simbolicamente por seu corpo de
baixo para cima pedindo aos caboclos que abram seus caminhos, afastando tudo que
possa atrapalhar sua vida. Peça que os caboclos cortem demandas, pragas,
maldições, olho gordo, inveja e o quebranto. Coloque as frutas no alguidar e enfeite
com as moedas e as folhas de louro, regue tudo com um pouco de vinho. Coloque o
copo ao lado enchendo com vinho. Acenda as velas ao redor, tomando cuidado para
não por fogo na oferenda, acenda o charuto dando três baforadas, chamando pelos
caboclos (ou por seu caboclo de preferência) coloque sobre o alguidar. Saude os
caboclos 7 vezes. Faça seus pedidos e orações.

Oferenda aos caboclos 2
qualquer caboclo
Material
1 alguidar
7 frutas doces
7 espigas de milhos cozidos
7 pedaços de mandioca cozidas
3 batatas doces cozidas
7 pedaços de cana de açúcar sem casca
7 ramos de folhas de louro
7 moedas douradas ( lavadas e secas)
7 espigas de trigo secas
7 velas verdes
Vinho licoroso doce
1 copo de barro
1 charuto
Modo de preparo
Forre o alguidar com as folhas de louro. Passe as espigas de milho e as frutas
simbolicamente de baixo para cima, fazendo seus pedidos. Coloque no alguidar de
forma harmônica. Faça o mesmo com a mandioca, a batata doce e a cana de açúcar.
Enfeite com as moedas e regue tudo com o vinho licoroso. Coloque o copo cheio de
vinho ao lado do alguidar. Acenda o charuto e coloque sobre o alguidar as velas ao
redor. Saude os caboclos e faça seus pedidos e orações.

Oferenda ao Caboclo 7 Flechas.
Material
1 alguidar
7 peras d’água
1 melão cortado em 7 pedaços
1 cacho de uvas verdes
7 velas metade branca metade verde
7 rosas brancas
Vinho licoroso claro e doce
1 cocar de penas brancas (opcional)
Modo de preparo:
Coloque o melão cortado em 7 pedaços no centro do alguidar, com o cacho de uvas
no centro, disponha as peras ao redor. Enfeite com as rosas brancas e regue com o
vinho licoroso. Passe o alguidar simbolicamente de baixo para cima pedindo ao
Caboclo Pena Branca o que desejar. Coloque o alguidar no chão, acenda as velas ao
redor. Coloque o cocar sobre o alguidar. Saude o Caboclo Pena Branca 7 vezes,
fazendo seus pedidos e orações.

Oferenda ao Caboclo Sete Flechas
Material
1 alguidar
7 frutas doces
7 galhos de folhas de louro
7 pedaços de cana de açúcar sem casca
1 peixe assado (limpo e sem vísceras)
1 arco e 7 flechas
7 velas verdes
7 moedas douradas ( lavadas e secas )
Vinho licoroso doce
Modo de preparo:
Passe as frutas e os pedaços de cana simbolicamente por seu corpo de baixo para
cima, fazendo seus pedidos ao Caboclo Sete Flechas e coloque no alguidar. Coloque
o peixe no meio do alguidar enfeitando com as folhas de louro e as moedas. Regue
tudo com o vinho licoroso. Coloque no arco sobre o alguidar com uma das flechas.
Disponha as outras seis flechas em volta com as pontas para cima presa a ele.
Acenda as velas ao redor saudando o Caboclo Sete Flechas sete vezes. Faça seus pedidos e orações.

      Umbanda-Cabocla-Cabocla-Jurema-Caiu-Uma-Flecha-Na-Jure

Oferenda a Cabocla Jurema
Material
1 alguidar
1 maço de flores do campo
7 galhos de folhas de louro
3 maças vermelhas
3 peras
3 pêssegos
1 peixe assado (limpo e sem vísceras)
3 espigas de milho cozidos
3 batatas doces cozidas
7 velas verdes
1 cocar de penas (opcional)
1 arco e flecha (opcional)
7 moedas douradas ( lavadas e secas )
Vinho licoroso
Modo de preparo:
Forre o alguidar com os ramos de louro. Coloque as frutas, as espigas de milho, as
batas e o peixe no canto. Enfeite com as moedas e as flores. Regue tudo com o vinho
licoroso. Acenda as velas ao redor colocando o cocar e o arco e flecha sobre o
alguidar. Saude a Cabocla Jurema 7 vezes. Faça seus pedidos e orações.

Oferenda ao Caboclo arranca-toco.
Material
1 alguidar
Folhas de samambaia
7 frutas doces
7 moedas douradas ( lavadas e secas )
7 pedaços de mandioca cozida
7 batatas doces cozidas
7 carás pequenos cozidos
1 copo de barro
Vinho licoroso
7 velas verdes
1 arco e flecha
Modo de preparo:
Forre o alguidar com as samambaias colocando por cima as frutas, a mandioca, a
batata e o cará. Regue com bastante vinho licoroso e enfeite com as moedas. Passe o
alguidar simbolicamente de baixo para cima fazendo seus pedidos ao Caboclo caboclo
arranca-toco. Coloque o alguidar próximo a uma árvore frondosa. Acenda as velas ao redor tomando cuidado para não por fogo na mata. Pegue o arco e flecha e atire em
direção à mata, chamando pelo Caboclo Flecheiro. Faça seus pedidos e orações.

Oferenda aos Caboclos 3
Material
1 abóbora tipo moranga
3 maças vermelhas
3 peras
3 bananas
1 cacho de uvas
1 pêssego
3 laranjas lima
3 colheres de sopa de mel
Vinho licoroso
7 espigas de milho verde cozidas
7 moedas correntes ( lavadas e secas )
7 folhas de louro verde
7 velas verdes
1 alguidar
Modo de preparo:
Abra a parte de cima da abóbora e retire as sementes. Coloque a abóbora em uma
panela com água deixando ferver por 10 minutos. Retire a abóbora e deixe esfriar.
Pique as frutas em cubos misturando com mel. Coloque-os dentro da abóbora.
Coloque por cima as 7 espigas de milho cozidas espetadas sobre as frutas. Enfeite
com o louro e as moedas. Regue com bastante vinho licoroso. Coloque a moranga no
alguidar. Acenda as velas ao redor, saudando os caboclos. Faça seus pedidos e
orações.

O caboclo tradicional é valente, selvagem antes de tudo, destemido, intrépido,
ameaçador, sério e muito competente nas artes das curas. Enquanto o preto-velho
consola e sugere, o caboclo ordena e determina. O preto-velho acalma, o caboclo
arrebata. O preto-velho contempla, reflete, assente, recolhe-se na imobilidade de sua
velhice e de seu passado escravo; o caboclo mexe-se, intriga, canta e dança como o
guerreiro livre que um dia foi. Os caboclos fumam charuto e os preto-velhos,
cachimbo; todas as entidades da umbanda fumam — a fumaça e seu uso ritual
marcam a herança indígena da umbanda, aliança constitutiva com o passado do solo
brasileiro.

Av. Dona Sofhia Rasgulaeff 177.
Jardim Alvorada/ Maringá /Paraná
Telefone: (44) 3034-5827 (44) 99956-8463
Consultas Somente com Hora Marcada.
Atendimento: de Segunda a sexta-feira
Das 09:00 as 19:00 horas.
Não damos consultas:
via whatsapp ou via E-mail.