Prece aos caboclos

Prece aos caboclos

Obrigado, Oxalá,
pela fé que me sustenta,
Pelos amigos que fiz
E continuo fazendo.
Obrigado, Oxalá,
Pelas bençãos de Ogum,
Pela proteção de Iemanjá,
pelo amor de Oxum.
Obrigado, Oxalá,
Pela força de Iansã,
Pela retidão de Xangô,
Pelo colo de Nanã.
Obrigado, Oxalá,
Pelo equilíbrio de Oxosse,
Pelas curas de Omulu,
pelas cores de Oxumarê.
Obrigado, Oxalá,
Pelas folhas de Ossãe,
Pelas Crianças que enchem
de alegria nossos Terreiros,
Pela amizade dos Boiadeiros.
Obrigado, Oxalá,
Pela humildade dos Pretos-Velhos,
Pelas Almas Santas e Benditas,
Pela cumplicidade de Exu e Pomba Gira.
Obrigado, Oxalá,
por fazer de mim um instrumento de trabalho

Agradecimento por pertencer,
A natureza.
Batendo paô a Oxossi
Pela proteção por conviver em harmonia
Com outros seres no mesmo reino.
prospero seja tudo em nossas vidas:
amor, paz, dinheiro, felicidade , saúde e sabedoria.
Que os fluídos de positividade
Das matas e o ambiente em geral,
Da eterna natureza, sejam sentidos
Em todos nós.
Que assim seja.

Os caboclos, na umbanda, são entidades que se apresentam como indígenas e incorporam também no candomblé de caboclo.

As entidades assim denominadas que se apresentam nos terreiros de umbanda são espíritos com um certo grau espiritual de evolução.

Geralmente se utilizam de charutos para provocar a descarga espiritual de seu médium e também do seu consulente. Alguns assoviam, outros bradam no ato da incorporação. Costumam ser bastante sérios nos seus conselhos.

São considerados, portanto, grandes trabalhadores dos terreiros.

Oração do Caboclo

Ói Deus,
Nóis tá sempre pedindo as coisas pro Sinhô.
Nóis pede dinhero,
Nóis pede trabaio
Nóis pede pra chovê
E se chove demais
Nóis pede pra pará
Mode a coiêta num afetá.

Nóis pede amô,
Nóis pede pra casá
Pede casa pra morá
Nóis pede saúde
Nóis pede proteção
Nóis pede paiz,
Nóis pede pra dislindá os nó
Quando as coisa cumprica
Mode a vida corrê mió.

Quano a coisa aperta nóis reza
Pedindo tudo que farta
É uma pedição sem fim
E quano as coisa dá certo,
Nóis vai na igreja mais perto
E no pé de argum santo
Que seja de devoção
Nóis deixa sempre uns merréis
E lá no cofre da frente
Nóis coloca mais uns tostão.

Mais hoje Meu Sinhô
Bateu uma coisa isquisita
E eu me puis a matutá
Nóis pede, pede e pede
Mais nóis nunca pregunta
Comé que o Sinhô tá
Se tá triste ou tá contente
Se percisa darguma coisa
Que a gente possa ajudá
E por esse esquecimentp
O sinhô tem que nos adiscurpá.

Ói Deus, nóis sempre pensa
Que o Sinhô num percisa de nada
Mas tarvez num seja assim
Tarvez o Sinhô percisa de mim
Sim, o Sinhô percisa, sim
Percisa da minha bondade
Percisa da minha alegria
Percisa da minha caridade
No trato c’os meus irmão.

Nóis semo seu espêio
Nóis semo a Sua Criação
Nóis num pode fazê feio
Nem ficá fazendo rodeio
Nem desapontá o Sinhô
Nem amargá o seu sonho
Que foi um sonho de amô
Quando essa terra todinha criô.

Ói Deus, eu prometo
Vo rezá de ôtro jeito
Vo pará com a pedição
E trocá milagre por tostão
Tarvez eu inté peça uma graça
Mas antes vo vê direitinho
O que é que andei fazendo de bão.
E se nada de bão eu encontrá
Muito vo me envergonhá
E ainda vo pedi perdão.

Oração a Cabocla Jurema

Óh! Iluminada Cabocla Jurema,

(Da mata, das 7 matas, caçadora, da cachoeira, do rio, flecheira). ( Dizer qual Jurema ou apenas Jurema reverenciando todas as juremas).

Me orgulho de ter em vós , a confiança de receber em meu corpo e meu espírito
sua energia.
De banhar a minha alma com o sumo de tuas folhas divinas.

Na orientação de Pai Oxosse,
cobre os caminhos dificeis por onde eu andar,
com o brilho de tuas flores mais lindas.

Na aguas da cachoeira com a licença de mamãe Oxum.
Renova-se em mim a manifestação do seu amor divino
purificando meu ser interior. (se banhar nesse instante, ou na cachoeira ou nas ervas,ou mesmo no chuveiro de sua casa mentalizando uma cachoeira).

Nesse momento,Transforme teus longos cabelos em um manto de proteção e de justiça para mim e para todos á quem amo, ( dizer nomes das pessoas por quem quer pedir).
Com a força dos ventos que cobrem as matas em noites de outono.

Abra meus caminhos e me dê a inteligência para conquistar tudo que almejo.

Atravéz de meus esforços mas com sua proteção,Estou certo de que nada me faltará.

Minha adorada cabocla Jurema.

Deixe em mim apenas uma gota de seu orvalho
natural, para que nunca eu esmoreça diante das adversidades,
e sempre possa estar aqui presente diante desse magnifico
templo que é a mata de oxosse, e o portal de mamãe oxum que são as aguas da cachoeira.

Salve minha cabocla Jurema.

Okê Arô Oxosse,

Ora Ora Aie Ie o Mamãe Oxum!

ORAÇÃO AO CABOCLO PENA BRANCA

Querido e amado Pena Branca, Espírito de luz e amor, tirai dos meus caminhos aqueles que só pensam em fazer o mal. Tornai-me mais forte para resistir às tentações do mundo. Fazei-me mais dócil e mais consciente da gravidade da doutrina que me foi confiada. Não deixei que me ligue às coisas materiais, pois elas não me levarão a nada. Querido Pena Branca, Olhai também pela minha família e por todos aqueles que sofrem em busca de amor, de compreensão e de carinho, para que eles encontrem em Vós a paz que tanto procuram. Assim seja.

Oração ao caboclo Sete Flechas

Salve Zambi, Pai e Criador de todo o Universo! Salve Oxóssi, Rei da Mata e chefe de todos os Caboclos! Salve Seu Sete Flechas e sua falange guerreira!Sete Flechas, baixai sobre nós um jato da vossa divina luz, iluminando os nossos espíritos para que possamos entrar em comunicação com esta centelha de luz divina que emana das vossas sagradas flechas, defendendo e amparando-nos neste mundo terreno. Salve as sete flechas que vos foi dada, espiritualmente, para defender-nos de todas as provas que não nos vem de Zambi.Bendito seja Oxóssi que vos o colocou sobre o vosso braço direito a flecha da saúde para que derrame sobre nós os bálsamos curadores; bendito seja Ogum, que colocou sobre vosso braço esquerdo a flecha da defesa para que sejamos defendidos de todas as maldades materiais e espirituais; bendito seja Xangô que vos cruzou uma flecha em vosso peito para defender-nos das injustiças da humanidade; bendita seja a grande Mãe Yemanjá que colocou uma flecha em vossas costas para defender-nos das traições de nossos inimigos.Bendito seja Oxalá que vos colocou uma flecha sobre vossa perna direita para cobrir os nossos caminhos materiais e a senda da espiritualidade, bendita seja as Santas Almas que vos botou uma flecha sobre vossa perna esquerda, para lavar os nossos caminhos, iluminando os nossos espíritos e defendendo-nos de todas as forças contrárias à vontade de Deus. Bendito seja os Ibejis que entregaram em vossas sagradas mãos a flecha do astral superior, para dar à humanidade a divina força da fé e da verdade. Zambi foi quem ordenou, os Orixás as flechas vos entregou. Com as forças das sete flechas, Seu Sete Flechas me abençoou.Okê Caboclo

Oração para pedir a cura

Peço ìndio Sete Flexas e mentores espirituais,principalmente, os integrantes da corrente médica do espaço, que coloquem nesta água os fluidos astrais magnéticos (colocar um copo com agua para beber ao final) de que preciso para curar a doença existente em meu corpo físico. (dizer o nome da enfermidade) Embora reconhecendo merecedor dessa moléstia, por culpa exclusivamente minha, devo tê-la criado em decorrência de imperfeição moral, fruto de condicionamento psíquico de outras vidas, ou consequência de excessos prejudiciais, consciente ou inconscientemente praticados nesta existência, por fraqueza ou ignorância espiritual em prazeres e extravagâncias mundanas. Sendo este meu pedido tido como um arrependimento sincero diante de Deus, pretendo, assim, a Sua benevolência e a consequente atenuação dos efeitos mórbidos, para, com mais saúde e vitalidade, procurar estar em harmonia com as leis divinas, das quais estive afastado pela incompreensão, perdoável, no entanto, pela Bondade do Criador.
AMÉM

Prece a Mãe Terra

Prece a Mãe Terra

Abençoado seja o Filho da Luz que concede sua Mãe Terra,

Pois é ela a doadora da vida.

Saibas que a sua Mãe Terra está em ti e tu estás Nela.

Foi Ela quem te gerou e que te deu a vida,

E te deu este corpo que um dia tu lhe devolverás.

Saibas que o sangue que corre nas tuas veias.

Nasceu do sangue da tua Mãe Terra.

O sangue Dela cai das nuvens, jorra do ventre Dela,

Borbulha nos riachos das montanhas,

Flui abundantemente nos rios das planícies.

Saibas que o ar que respiras nasce da respiração da Tua Mãe Terra.

O alento Dela é o azul celeste das alturas do céu.

E os sussuros das folhas as floresta.

Saibas que a dureza dos teus ossos foi criada dos ossos e tua Mãe Terra.

Saibas que a maciez da tua carne nasceu da carne de tua Mãe Terra.

A luz dos teus olhos, o alcance dos teus ouvidos,

Nasceram das cores e dos sons da tua Mãe Terra,

Que te rodeiam feito as ondas do mar cercando o peixinho,

Como o ar tremelicante sustenta o pássaro.

Em verdade te digo, tu és um com tua Mãe Terra,

Ela está em ti e tu estás Nela.

Dela tu nascestes, Nela tu vives e para Ela voltará novamente.

Segue portanto as suas leis,

Pois teu alento é o alento Dela,

Teu sangue o sangue Dela,

Teus ossos os ossos Dela,

Tua carne a carne Dela,

Teus olhos e teus ouvidos são Dela também,

Aquele que encontro a paz na sua Mãe Terra,

Não morrerá jamais,

Conhece esta paz na tua mente,

Deseja esta paz ao teu coração,

Realiza esta paz com o teu corpo.

(Evangelho dos Essênios)

Caboclo 7 Pedreiras

Eu peço ao meu Pai Caboclo 7 Pedreiras em nome de todos vosso filhos…
Vós que com a força de vossas 7 Pedreiras, mantém a sabedoria e a Justiça de nosso Pai Xangô, olhai por nós e que vossa bondade se derrame por nossas cabeças, não nos deixeis desamparados.
Que força de vossa primeira pedreira, envie-nos os mais puros fluídos e sentimentos de amor e caridade por toda a humanidade e que todos os seres humanos possam sentir vossa real justiça.
Que vossa segunda pedreira seja um escudo contra as injustiças que possam nos atingir.
Que vossa terceira pedreira, seja a luz que nos guiará através de nossas vidas, pelo caminho verdadeiro da salvação eterna.
Que a vossa quarta pedreira seja o peso que vós colocará em cima de nossos erros e faltas e pedimos humildemente que nos guiai para que não possamos mais errar; ajudai-nos a nos manter dentro de vossas sábias leis.
Que a vossa quinta pedreira proteja-nos contra tudo e contra todos. E os que pensam cometer injustiças contra nós, seja a quinta pedreira a luz que brilhará aos olhos dessas criaturas, mostrando-lhes o verdadeiro caminho do amor e da paz.
Que a vossa sexta pedreira seja o marco de uma nova era e que toda a proteção de nosso Pai Xangô caia como faíscas toda vez que possamos um erro ou uma injustiça cometer.
Que a vossa sétima pedreira seja a fonte onde iremos buscar o eterno consolo de verdade, do amor e da caridade.
E que todas as vossas 7 Pedreiras nos abençoe e nos ilumine por toda uma eternidade.
Saravá o Pai 7 Pedreiras!

Prece a Oxossi

YACY – a Senhora da Noite – após caminhar pelas estradas siderais pontilhadas de estrelas, prepara-se para ceder lugar á GUARACY, que já desponta lá no horizonte distante em sua carruagem de fogo.
Neste momento, de esplendoroso amanhecer, a rosa das campinas oferece ao Senhor do Dia, o diamante líquido que guardou em sua corola – o orvalho da noite – o presente mais puro com que a Natureza brinda ás flores.
GUARACY envia á mata os seus primeiros raios de luz. O irapurú lança o seu canto abrindo a grande sinfonia do amanhecer no que são acompanhados pelos demais pássaros canoros. Neste cenário de luz e cores, um perfume sutil de flores silvestres chega até a lagoa das pedras verdes, domínio das virgens-sacerdotizas da JUREMA, que se ajoelham encostando a cabeça no solo em sinal de respeito absoluto ao GRANDE CAÇADOR – OXÓSSI, o Senhor de uma só Flecha – aquele que nunca erra o alvo – que se aproxima em sua máxima vibração de amor.
Salve OXOSSI! Senhor das matas e da caça! Rogamos-te: preserve tuas espécies vegetais que purificam o ar que respiramos e curam os nossos males do corpo e do espírito. Que nunca falte em nossa mesa o alimento indispensável á preservação da vida. Proteja as Nações Indígenas do Nosso Brasil.
Senhor da vida exuberante! Que a tua vibração de beleza, alegria, fartura e amor á Natureza, alcance a todos os irmãos da Terra, lance a tua Flecha, que nunca erra o alvo, mostrando ao Mundo a direção da Suprema Luz do Universo!

OKÊ ARÔ!

ORAÇÃO DO MÉDIUM

Pôr Pai Claudair de Oxósse

Senhor!

Aqui estou diante de voz mestre divino, colocando-me à sua disposição, pronto para ouvir seus ensinamentos, procurando sem bocejo retribuir a vossa confiança.

Escuta-me neste momento de reflexão, dê-me força para melhor representá-lo diante dos suplicados. Dirija-me na escuridão, para que possa ver o inimigo, fazei com que o amor, a caridade, a humildade e a perseverança sejam as minhas referências.

Senhor!

Voz que estais no Tribunal Supremo orienta-me em todos os sentidos, mesmo que para isso tenha que recorrer a sua Advogada Suprema.

Incumba-me de percorrer todos os caminhos em busca da luz.

Permita ó glorioso, que eu socorra àquele que necessite de socorro espiritual, os fracos e os oprimidos e a todos os que suplicam e necessitam de minha fé.

Fazei-me senhor instrumento de ajuda e proteção, quer seja física, psicológica ou mental, a fim de atender aos chamados que venham a advir em função deste ou daquele. Sei também grandioso, que a qualquer momento, posso ter minha vida ceifada, antes pai, deixa-me colocar diante de vossa voz meus préstimos, para que não deixe nenhum débito espiritual para com meus irmãos de fé.

Senhor!

Quando a alvorada anunciar mais um dia de trabalho espiritual, estenda mestre a sua destra e só por ela, seremos justos, pois assim seremos dignos de representá-lo diante dos que admiram e adotam esta religião e nela depositam toda a confiança.

Permita-me então senhor, empunhar o escudo da verdade, da honestidade e da fidelidade, para levar avante as soluções a qual ansiosos os membros de nossa comunidade esperam a todo o momento. Que não haja inimigos indomáveis ou temidos, pois com sua energia e ajuda de nossas entidades espirituais, serão vencidos e dominados para serem levados ao Juízo Final, a fim de que sejam apreciados por seus ministros pelos atos praticados nesta passagem espiritual.

Senhor!

Se tiveres que me arrebatar do seio familiar para agir em tua graça e em defesa da minha “UMBANDA” e de meu terreiro, estarei sempre à postos, para agir em defesa ou socorro de qualquer apelo que venha à ocorrer.

QUE ASSIM SEJA…

oração do caboclo pena branca de paz

em nome de deus todo poderoso,
eu invoco o grande pena branca,
fiel espirito indio ,grande heroi,
zelador de meu altar e morada.

a voce que me guia e conhece
minhas necessidades,
peço proteçâo e luz.
livra-me de toda mà intençâo e
inimigos, ocultos ou manifestados.
vigia meus caminhos e que nenhum
feiticeiro ou bruxo malvado,
possa cruzar comigo.
Grande espirito ,te ofereço esta vela
(acender uma vela verde)
e chamar seu nome.
amèm!

 

PRECE AOS CABOCLOS
Do sabiá, ao primeiro trinado,
Ergue-se o homem, ainda cansado,
Do sono dormido e que não descansou.
Caminha até a porta, com muito vagar,
E olhando o infinito, se põe a rezar,
A oração do caboclo (dizer o nome do caboclo)
Que a terra ensinou.
Do sol que renasce, o primeiro clarão,
Clareia o caboclo, que de pé no chão,
Vai outra batalha, sozinho enfrentar.
E assim o caboclo, na luta sem fim,
Caminha ao perfume da flor de jasmim,
Rezando a oração que a terra ensinou.

Esta entrada foi publicada em Caboclos na Umbanda. Adicione o link permanente aos seus favoritos.