Pomba Gira Maria Mulambo

Pomba Gira Maria Mulambo

Pomba Gira Maria Mulambo

– Uma História

Maria mulambo era filha de escrava com feudal, um senhor de muitas terras e que amava sua mãe e não tratava como escrava mais sim como esposa, por mais que existisse preconceito das pessoas da cidade por ela ser negra, mulambo não conheceu sua mãe, assim que nasceu sua mãe faleceu no parto então foi criada por seu pai com todos os luxos e mimos e todos na cidade a tratavam muito bem principalmente os mais nobres por seu pai ter muitas riquezas e poder na cidade, seu pai sofria de uma doença que não teria cura assim deixou toda sua herança para mulambo uma jovem linda e bela ,quando completou seus 18 anos perdeu seu pai de uma forma um tanto sofrida estava sozinha no mundo com tanto dinheiro mais tão infeliz, o povo da cidade quando souberam da morte de seu pai mudaram completamente com ela pois era uma morena jambo muito bonita mais para todos não passava de uma escrava que se escondia atrás de jóias e vestidos caros,

os meses foram passando e a solidão aumentando e quanto mais chorava mais triste ficava, até que resolveu sair um pouco para ver gente, mesmo sabendo que as pessoas as descriminavam, passou a andar com os humildes que por ela não tinham preconceito só admiração a chamavam de princesa dos escravos pois fazia doações generosas as famílias pobres do vilarejo, um belo dia encontrou com um rapaz muito formoso e gentil foi amor a primeira vista, então o rapaz passou a visitá-la e tirando um pouco da solidão de sua vida, e a cada dia foi ganhando mais sua confiança e amor, não demorou muito se casarão e mulambo viveu momentos felizes, naquela época as mulheres não poderia aprender a ler e nem escrever, e foi então que o pior aconteceu! O seu sonho virou pesadelo.

Mulambo saiu como costumava fazer todos os dias para visitar as famílias e o vilarejo, quando chegou a sua mansão os escravos que a serviram por tantos anos a impediu de entrar em sua própria casa por ordem de seu marido, lhe disseram que o senhor ordenou que não deixasse entrar nem para beber água que lá ela não teria mais nada apenas a rua. Mulambo não acreditou em que estava ouvindo, pois seu amado marido a traiu e lhe roubou todos os bens .

Desnorteada vagou pelas ruas, o que machucava mulambo não foi a perda da riqueza, mais da traição de alguém que era a única pessoa que ainda teria na vida. Se passaram dias suas roupas finas viraram farrapos, sua fisionomia ficou triste e escura mais a sua beleza era visível para todos que passavam e viam aquela mulher com a mão estendida suja e esfarrapada, passou muita fome e frio mais ainda assim o que mais lhe maltratava era a traição, passando pela mesma calçada uma mulher bonita famosa dona de cabaré olhou para mulambo e perguntou:

moça és tão bela o porque esta esmolando, mulambo mal olhou para moça e nada respondeu, a moça na época chamada sete saias do cabaré fez um convite a mulambo, que se mulambo fosse com ela seria muito rica e amada por muitos homens, mulambo sem entender muito acompanhou sete saia a rainha do cabaré se arrumou e começou a fazer a vida, reconquistou o dobro da riqueza que tinha era uma das mais procuradas no cabaré, guardou seu coração na gaveta para que fosse rigorosa e fria na hora de cobrar, fez muitos abortos e não queria ter filhos foi obrigada muitas vezes a tirar, por causa do trabalho e não saberia lidar com essa situação (por esse motivo a entidade Maria mulambo é protetora das crianças) um dia a casa estava cheia e o homem que destruiu sua vida e roubou seus bens foi conferir o boato que se alastrou pela cidade, quando mulambo o viu seu coração galopava de uma forma absurda pois por mais que ele tivesse destruído os seus sonhos ela ainda o amava pois como ela diz (o verdadeiro amor é o único feitiço que nunca é desfeito) ele chegou perto dela e pediu perdão por tudo que tinha feito que era um tolo e queria a esposa dele de volta que foi egoísta e ambicioso, mas era para que ela entendesse que sempre sofreu na vida, e ele não teve o direito de fazer o mesmo com ela, e rapidamente marcou uma encontro com ela em uma encruzilhada afastado um pouco do cabaré a meia noite, ela respirou fundo e aceitou o convite na esperança que realmente ele tinha falado a verdade e mudado, mulambo saiu escondida com uma capa preta muito usada naquela época, chegando lá ele se aproximou dela e disse “ você foi a mulher mais linda que conheci em toda minha vida e sua beleza não dividirei com ninguém vou fazer isso por amor” de repente apareceram mais 6 amigos a seguraram e ela a esfaqueou varias vezes e ainda viva ele a jogou em uma lixeira e a tirou fogo, assim mulambo cura a dor de pessoas que sofrem com traição e é a favor dos casais, seu Axé é caracterizado por famílias, é um axé de respeito e fertilidade.

velas de Maria Mulambo/Para a linha de esquerda oferece Velas vermelha, preta, cruzada preta e vermelha, Vela cruzada Preta e Branca.
Velas Pai João de Angola Artigos Religiosos.
Av. Dona Sofhia Rasgulaeff 177.
Jardim Alvorada/ Maringá /Paraná
Consulte nossos preços e prazo de entregas.
Televendas (44)3034-5827 ou (44) 99956-8463
WhatsApp_business (44)997360296
Saiba mais sobre velas na umbanda suas cores e como utilizar Click aqui

Nomes de Pombagiras ou Bombagiras da Umbanda
Pombagira Alteza
Pombagira Cigana
Pombagira Cigana das Sete Saias
Pombagira Dama da Noite
Pombagira da Bahia
Pombagira da Estrada
Pombagira da Figueira
Pombagira da Figueira
Pombagira da Noite
Pombagira da Praia
Pombagira das Almas
Pombagira das Rosas
Pombagira das Sete Calungas
Pombagira das Sete Encruzilhadas
Pombagira do Cruzeiro
Pombagira do Lodo
Pombagira Dona Maceió
Pombagira Dona Sete Catacumbas
Pombagira Margarida
Pombagira Maria Bonita
Pombagira Maria Caveira
Pombagira Maria Farrapo
Pombagira Maria Mulambo
Pombagira Maria Navalha
Pombagira Maria Padilha
Pombagira Maria Padilha Menina
Pombagira Maria Padilha da Bahia
Pombagira Maria Padilha das Almas
Pombagira Maria Padilha do Cabaré
Pombagira Maria Padilha do Cruzeiro das Almas
Pombagira Maria Quiteria
Pombagira Maria Rita
Pombagira Maria Teimosa
Pombagira Maria Toquinho
Pombagira Maria da Calunga
Pombagira Maria das Almas
Pombagira Maria do Bagaço
Pombagira Maria do Balaio
Pombagira Maria dos Trilhos
Pombagira Menina
Pombagira Mirongueira
Pombagira Mocinha
Pombagira Mulambinho
Pombagira Padilha Menina
Pombagira Quebra-Galho
Pombagira Rainha
Pombagira Rainha das Rainhas
Pombagira Rainha das Sete Encruzilhadas
Pombagira Rosa
Pombagira Rosa Caveira
Pombagira Rosa Faceira
Pombagira Rosa Menina
Pombagira Rosa Vermelha
Pombagira Rosa Vermelha da Praia
Pombagira Rosa da Calunga
Pombagira Rosa da Calunga
Pombagira Rosa da Noite
Pombagira Rosa de Maio
Pombagira Rosa do Cais
Pombagira Rosa do Cruzeiro
Pombagira Rosa do Tabuleiro
Pombagira Rosinha
Pombagira Sete Catacumbas
Pombagira Sete Caveiras
Pombagira Sete Estradas
Pombagira Sete Punhais
Pombagira Sete Rosas
Pombagira Sete Saias
Pombagira Sete Saias Rodadas do Cabaré
Pombagira Tata Mulambo

Av. Dona Sofhia Rasgulaeff 177.
Jardim Alvorada/ Maringá /Paraná
Telefone: (44) 3034-5827 (44) 99956-8463
Consultas Somente com Hora Marcada.
Atendimento: de Segunda a sexta-feira
Das 09:00 as 19:00 horas.
Não damos consultas:
via whatsapp ou via E-mail.



Esta entrada foi publicada em Linha de Pomba giras e marcada com a tag , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.